Cidades

Hospital Padre Máximo e Prefeitura de Venda Nova não têm ligação com instituto investigado pela PF

COMPARTILHE
Foto: divulgação
2853
Advertisement
Advertisement

A Polícia Federal cumpriu, nesta quarta-feira (23), mandados de busca e apreensão em cidades capixabas, por meio da operação Sem Misericórdia. Os alvos estavam em Venda Nova do Imigrante, Afonso Cláudio, Vitória, São Domingos do Norte, além do município gaúcho de Sarandi. Os mandados são para pessoas relacionadas ao Instituto Salva Saúde, que tem sede na Praia da Costa, em Vila Velha.

Continua depois da publicidade

O diretor do instituto é o médico Jan Christoph Lima da Silva, que chegou a clinicar em Afonso Cláudio. Entramos em contato com o número da local onde ele atendia aos pacientes e a informação é de que ele não oferece mais consultas na cidade. A atendente não precisou há quanto tempo ele deixou de clinicar no município.

Diante da notícia do mandado de busca e apreensão contra uma pessoa em Venda Nova do Imigrante, surgiu, nas redes sociais, a especulação sobre o envolvimento de instituições do município. Essas informações, no entanto, são falsas.

O presidente do Hospital Padre Máximo, Cleto Venturim, informou que o hospital não foi citado em nenhum momento pela Polícia Federal e nunca teve vínculo com a Salva Saúde. “Essa instituição nunca teve nenhuma relação com o Hospital Padre Máximo. O hospital sempre foi administrado pelos gestores eleitos em assembleias, conforme nosso estatuto”, explica.

Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Venda Nova do Imigrante também informou que não é alvo de investigações da Polícia Federal, em especial, na operação Sem Misericórdia. “Essas investigações não tratam de recursos ou ações realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde ou outro órgão da prefeitura. A reportagem não esclarece o motivo das buscas no Município de Venda Nova do Imigrante. Por isso, é importante destacar que nem a prefeitura, tampouco seus secretários, servidores e nem empresas contratadas pela administração municipal são alvo desta operação. A Prefeitura de Venda Nova do Imigrante informa que preza pela legalidade, transparência e uso correto dos recursos do cidadão e que disponibiliza todas as informações exigidas nos portais de transparência”.

Entenda o caso

A investigação da Polícia Federal apura o desvio de recursos públicos a partir de contrato firmado entre a Santa Casa de Misericórdia, sob intervenção da prefeitura municipal de Santana do Livramento, e o Salva Saúde, uma organização social responsável pela gestão do hospital durante o período de maio a novembro de 2019.

Advertisement
Continua depois da publicidade

No período do contrato, a organização social subcontratou duas empresas pertencentes ao mesmo grupo criminoso para a execução de atividades de assessoria e consultoria, em valor global superior a um milhão de reais, como forma de justificar o desvio de verbas realizado por diversas transferências bancárias ao longo de todo o período, bem como permitir a contabilização nas empresas de destino como se os recursos fossem lícitos.

O outro lado

Em nota enviada à imprensa, o “Instituto Salva Saúde e o seu Presidente Dr. Jan Christoph Lima da Silva vêm, por intermédio de seus advogados, Dr. Nilton Flávio Borges Furtado Júnior, OAB/RS 111678, e Dr. Pedro Guilherme Ramos Guarnieri, OAB/RS 121012, apresentaram esclarecimentos acerca da denominada “Operação Sem Misericórdia”, desencadeada na data de hoje pela Polícia Federal, objetivando investigar supostos desvios de recursos do hospital Santa Casa de Misericórdia de Sant’Ana do Livramento.

De acordo com a investigação, aproximadamente R$ 2,2 milhões teriam sido desviados do hospital em questão, mediante a contratação de duas empresas de fachada para a execução de atividades de assessoria e consultoria.

Contudo, os investigados afirmam que todos os serviços contratados foram efetivamente prestados, o que será devidamente comprovado no curso da investigação.

Além disso, impõe salientar que os investigados já colocaram à disposição da Justiça seus extratos bancários e manifestam extremo interesse para eventuais esclarecimentos por meio de depoimento”.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here