Segurança

Câmeras ajudaram a identificar assassinos de vendedor de polpa de frutas em Guaçuí

COMPARTILHE
Foto: Arquivo
1465
Advertisement
Advertisement

Câmeras de segurança ajudaram a Polícia Civil a identificar e prender, em menos de 24 horas,  os assassinos do vendedor de polpa de frutas de 52 anos, morto durante assalto nesta terça-feira (22) em Guaçuí. O titular da DP de Guaçuí, delegado Marcos Nery, explicou que o trabalho policial foi iniciado logo após o crime. “Imagens do circuito de segurança da região auxiliaram na identificação desses envolvidos. Realizamos algumas diligências e localizamos a residência onde eles estavam escondidos. A casa era vigiada por um cachorro da raça pit bull e, ao chegarmos no local montamos um cerco no imóvel, conseguimos entrar e apreendemos os dois adolescentes”, afirmou.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Os dois adolescentes, um de 17 e outro de 16 anos, foram apreendidos na manhã desta quarta-feira (23), no bairro São Miguel, em Guaçuí. O delegado explicou ainda que, os detidos confessaram a participação no crime. “Eles contaram que pretendiam praticar um roubo e como a vítima reagiu, eles efetuaram disparos de arma de fogo. Ainda de acordo com os adolescentes, eles jogaram a arma utilizada no crime em um rio que fica logo atrás da casa onde estavam escondidos. Com eles apreendemos uma pedra de crack e uma bucha de maconha”, informou Nery.

Vendedor foi morto no início da tarde de terça-feira, após ser abordado pelos assaltantes

Após serem ouvidos na Delegacia, os adolescentes foram autuados, em flagrante, por ato infracional análogo ao crime de latrocínio e posse de entorpecentes, e foram encaminhados a Unidade de Internação Provisória Sul (Unip Sul) em Cachoeiro de Itapemirim.

Advertisement
Continua depois da publicidade
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.