Economia

Mnuchin diz que EUA está disposto a retomar negociações por pacote fiscal

COMPARTILHE
11
Advertisement
Advertisement

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, afirmou que o governo americano está disposto a voltar a negociar uma nova rodada de estímulos fiscais com lideranças oposicionistas no Congresso. No entanto, para ele, os democratas não têm interesse em aprovar a legislação porque isso poderia beneficiar os republicanos politicamente. “Temos diferenças em algumas áreas, em relação ao tamanho do pacote, mas continuarei trabalhando nisso”, disse, em entrevista à CNBC.

Continua depois da publicidade

Mnuchin ressaltou que a maior economia do planeta está em “forte” processo de recuperação, após o choque causado pelo novo coronavírus. Ainda assim, ele acredita que alguns setores precisarão de apoio adicional, particularmente o aéreo. O secretário acrescentou que a Casa Branca considera novos decretos executivos com algumas medidas, embora saiba que essas ações não são suficientes. “Estou preocupado com pequenas empresas afetadas pela crise”, salientou.

Por outro lado, Mnuchin destacou o mercado imobiliário residencial como destaque positivo durante a recessão. Na avaliação dele, essa indústria está em situação muito diferente da verificada em 2008, no auge da crise financeira.

Advertisement

Sobre o TikTok, Mnuchin confirmou a proposta da Oracle para fechar negócio com as operações americanas do aplicativo, propriedade da chinesa ByteDance. Segundo ele, o governo vai avaliar a oferta. O secretário disse ainda que o prazo para a transação é 20 de setembro – e não 15 de novembro, como especulado anteriormente.

Continua depois da publicidade

O secretário também opinou que este não é o momento para o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) se preocupar em reduzir seu balanço patrimonial ou a dívida pública federal.

André Marinho
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.