Segurança

PM Ambiental salva oito pássaros silvestres que estavam em cativeiro ilegal em Alegre

COMPARTILHE
362
Advertisement
Advertisement

Na tarde desta quarta-feira (12), durante diligências da equipe da Polícia Militar Ambiental, no centro de Alegre, região do Caparaó, foram apreendidos oito pássaros silvestres em cativeiro sem a devida autorização ou licença dos órgãos ambientais.

Continua depois da publicidade

Os cinco coleiros e três bigodinhos, estavam distribuídos em gaiolas e foram encaminhados para a Unidade de Polícia Judiciária do município juntamente com o boletim de ocorrência, onde após, foram entregues aos responsáveis do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), para as providências legais e quando possível, posterior soltura em local apropriado.

Segundo a sargento Analzira Martins “as aves soltas na natureza, assim como os demais animais, são de grande importância para o meio ambiente, controlando a população de insetos em sua fase adulta ou larval, bem como auxiliando na polinização das plantas garantindo a variabilidade genética das espécies de vegetais, na dispersão de sementes, no equilíbrio ecológico, entre outras. Por serem animais essenciais para a natureza, é necessário um trabalho de conscientização cada vez maior com a população, para que as aves, assim como os seus habitats possam ser conservados”, informou.

Saiba mais

Continua depois da publicidade

A Polícia Ambiental orienta e adverte que, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais (Lei 9605/98), no artigo 29, “quem vende, expõe à venda, exporta ou adquire, guarda, tem em cativeiro ou depósito, utiliza ou transporta ovos, larvas ou espécimes da fauna silvestre, nativa ou em rota migratória, bem como produtos e objetos dela oriundos, provenientes de criadouros não autorizados ou sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente”, está sujeito a pena de detenção de seis meses a um ano, e multa.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.