Espírito Santo

Casos de queimadura com uso do álcool cresceram 30% no ES durante a pandemia

COMPARTILHE
71
Advertisement
Advertisement

Desde o início da pandemia da Covid-19 as queimaduras em crianças e adultos no Espírito Santo aumentaram em quase 30%. Os dados são da Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ).

Continua depois da publicidade

O relato foi feito pelo cirurgião plástico Ariosto da Silva Santos Filho, chefe do Serviço de Cirurgia Plástica e Queimados do Vitória Apart Hospital. Ele participou de reunião virtual da Comissão de Saúde realizada na terça-feira (4) para debater o aumento das queimaduras devido ao uso intensivo de álcool 70% na prevenção ao novo coronavírus.

O médico recomendou o uso do álcool 70% apenas quando a pessoa estiver fora de casa e não tiver condições de usar água e sabão na higienização das mãos.

No país, segundo pontuou, mesmo antes da pandemia o álcool já era o grande vilão nas causas das queimaduras, representado cerca de 20% nesse tipo de ocorrência no ambiente doméstico. “Um litro de álcool perto do fogo é uma bomba; jamais deve ser deixado na cozinha ou outro lugar próximo de chamas”, advertiu.

Continua depois da publicidade

Conscientização 

Ariosto Santos afirmou que a Covid-19 provocou uma massificação na mídia sobre a importância do uso do álcool 70%. Mas, segundo ele, não houve, em contrapartida, conscientização sobre os perigos desse tipo de produto.

Foto: Tati Beling

O cirurgião pediu apoio dos deputados para ajudar na divulgação, principalmente nas escolas capixabas, de cartilha elaborada pela SBQ com informações sobre formas de evitar queimaduras.

Advertisement
Continua depois da publicidade

O médico detalhou o conteúdo do documento, que expõe cuidados que se deve ter para evitar queimaduras provocadas não apenas por álcool, mas em outros tipos de situações. A cartilha orienta também sobre primeiros socorros e a necessidade de uma nova cultura do brasileiro para evitar a exposição a iscos de incêndios e queimaduras.

Os deputados Doutor Hércules (MDB) e Dr. Emílio Mameri (PSDB), presidente e vice do colegiado de Saúde, reconheceram a importância da cartilha e disseram que vão buscar meios de ajudar na divulgação.

Doutor Hércules anunciou que está protocolando na Casa projeto de lei com vistas a instituir o Junho Laranja, mês dedicado à conscientização sobre os cuidados para evitar queimaduras. Os perigos das queimaduras já foram tema de Tribuna Popular e de reuniões da própria Comissão de Saúde.

Álcool em gel 

Ariosto Santos fez ainda um alerta sobre os perigos do álcool em gel se não for utilizado com precauções. Conforme disse, há uma ideia equivocada de que apenas o álcool líquido é perigoso.

Conforme relatou, pessoas estão sendo vítimas de queimaduras, por exemplo, após passarem álcool em gel nas mãos e nos braços e irem diretamente para o fogão fazer comida.

“Se você lava os braços e as mãos com álcool em gel e, logo em seguida, fica perto de alguma chama pode haver combustão. É preciso de cinco a dez minutos para que o gel seque totalmente no corpo”, explicou.

Leitos para queimados

O cirurgião plástico defendeu mais investimento em leitos para queimados em todo o Espírito Santo. Ele disse que o Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, que funciona em Vitória, tem a mesma estrutura de 40 anos atrás e só dispõe de oito leitos.

Acrescentou que a estrutura para esse atendimento no Hospital Dr. Jayme Santos Neves é moderna, mas não dispõe de ala infantil para queimados. Já o Vitória Apart Hospital atende apenas pacientes conveniados e de planos de saúde. Ambas as unidades se localizam no município da Serra.

O cirurgião questionou por que os hospitais que estão sendo construídos pelo poder público na Serra e em Cariacica não dispõem de alas de queimados.

Doutor Hércules disse que terá encontro esta semana com o secretário de Estado de Saúde, Nésio Fernandes. Ele prometeu apresentar um documento ao secretário com todas as sugestões feitas pelo médico.

Fonte: Web Ales

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.