Nutrição e Boa Forma

Colesterol: alimentação correta faz a diferença

COMPARTILHE
18
Advertisement
Advertisement

Continua depois da publicidade

Para entender o colesterol de uma forma simples basta imaginar dois personagens que caminham juntos, mas que se enfrentam constantemente. O mocinho da história chama-se HDL. Ele luta para não deixar o outro, o malvado LDL, aumentar e causar sérios problemas à saúde, como o risco de enfarto. A alimentação é outro personagem muito importante essa história. Afinal, ela pode ajudar a criar um final feliz ou um não tão agradável.

Em linhas gerais, o colesterol é um tipo de gordura no sangue, proveniente, na maior parte dos casos, dos maus hábitos alimentares. Além de uma dieta rica em gordura, quem tem colesterol alto possui uma alimentação pobre em fibra.

Continua depois da publicidade

Encontradas em frutas, verduras, legumes e cereais, as fibras diminuem a absorção do colesterol pelo organismo.

Continua depois da publicidade

Atenção

Para garantir a qualidade de vida desejada, o controle deve começar desde cedo. Atualmente, é possível encontrar um índice elevado de crianças e jovens com colesterol alto. Isso ocorre porque muitas crianças se alimentam mal e não praticam esportes.

Dieta equilibrada e a atividade física formam a combinação perfeita no trabalho de prevenção. Aliás, essa dupla ajuda também quando a pessoa é diagnosticada com colesterol alto. 

Por isso, o primeiro passo para a prevenção é procurar um médico especializado para a realização dos exames necessários. Um nutricionista também conseguirá montar um cardápio equilibrado, ajudando assim a combater o problema. 

Advertisement

Júnior Batista
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.