Segurança

Traficante é preso após agredir mulher e acusá-la de traição enquanto estava preso em Muqui

COMPARTILHE
1027
Advertisement
Advertisement

Um homem – conhecido pela polícia por envolvimento com o tráfico de drogas – foi preso neste domingo (12), após a companheira dele parar no hospital depois de ser violentamente agredida em Muqui.

Continua depois da publicidade

Segundo a PM, funcionários do Hospital Maternidade no Município de Muqui acionaram os militares e informaram que na unidade havia uma vítima de violência doméstica. Outras testemunhas alertaram a polícia, avisando que o suspeito estaria na porta do hospital, armado.

Chegando ao local, os policiais perceberam a presença de um homem, nervoso, e que ficou consternado com a chegada da PM. Logo ele foi abordado e afirmou aos militares que “havia agredido sua esposa após descobrir que tinha sido traído enquanto ele estava preso”.

Os PMs perguntaram sobre a arma, e o homem alegou que não estava armado. Porém, ao checar o local, os policiais encontraram um revólver calibre 32 dentro de uma sacola, ao lado de um muro, próximo ao hospital.

Continua depois da publicidade

Em seguida, foram até a vítima, que relatou às agressões. A mulher afirmou ainda que teria sido agredida na noite anterior, na frente da filha do casal, de 3 anos. E não confirmou a versão do agressor sobre a suposta traição.

Ao ser perguntada sobre a atividade do parceiro, ela confirmou que mesmo após ser preso, ele continuava envolvido com o tráfico. E autorizou a polícia a fazer uma busca na residência onde moram.

Além da arma, ao chegar na casa, a PM encontrou 55 buchas de maconha, quatro munições calibre 32 e R$ 817 em espécie. O homem foi levado junto ao material apreendido para a Delegacia Regional de Cachoeiro, onde ficou à disposição da Justiça.

Advertisement
Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.