Cidades

Projeto de saneamento promete 100% do esgoto tratado em Jerônimo Monteiro

COMPARTILHE
276
Advertisement
Advertisement

Um projeto desenvolvido no Centro de Ciências Agrárias e Engenharias da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), pelo professor Giovanni de Oliveira Garcia e com apoio do ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Jerônimo Monteiro, José Geraldo Júnior, promete tratar até 100% do esgoto do município.

José Geraldo
Continua depois da publicidade

Atualmente, a cidade tem 60% de seu esgoto bruto tratado, e o alto custo de investimento das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) é o principal limitador para que este percentual seja ainda maior.

Com intuito de mudar esta realidade, José Geraldo está buscando parcerias para desenvolver o projeto piloto em determinada área do município. O programa, que vem de um experimento americano, garante eficácia em até 100% no proveito do esgotamento com descarte ecológico.

O deputado Luciano Machado apoia a ideia e está fazendo a interlocução com o Governo do Estado e demais apoiadores para que o estudo siga em frente.

Continua depois da publicidade

 

Projeto

O rejeito chega até a estação e passa pela pré-filtragem, – processo em que é retirado do resíduo todo material sólido, como por exemplo, plásticos e outros detrimentos – em seguida o esgoto segue para outro reservatório que vai liberar em escala o material para as rampas de escoamento feitas com terra, onde o próprio solo, com a vegetação implantada, absorve o líquido e detém bactérias e matéria orgânica. Após este processo, o efluente tratado está pronto pra ser lançado ao rio, sem riscos ou danos à natureza, de acordo com as normativas do Conama 357/05 e 430/11, ou pode ser utilizado na irrigação de plantios, exceto hortaliças. Sendo 100% beneficiado.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A ideia, segundo o ex-diretor do SAAE, é fazer com que o município seja referência neste tipo de tratamento para o Estado e, possivelmente, para o país.

Professor Giovanni

“Estamos buscando fazer de Jerônimo Monteiro uma referência em projeto piloto de uma nova modalidade de tratamento dos efluentes, muito eficaz, de baixíssimo custo e de fácil adaptação a pequenas localidades, como bairros e comunidades distantes”, disse José.

As pesquisas são realizadas na área experimental da Ufes no município, em uma unidade de tratamento e reuso de efluente composta por um reservatório de 5 mil litros, que recebe o esgoto doméstico bruto e o conduz a um sistema de tratamento preliminar para retenção dos sólidos mais rústicos.

O professor Giovanni, que comanda há 12 o Centro de Ciências Agrárias e Engenharias da Ufes, no Campus de Alegre, vem desenvolvendo projetos voltados para o tratamento da água e reaproveitamento doméstico e agropecuário do saneamento ao longo dos anos.

“Ao longo desse período foi possível levantar informações que contribuíram no planejamento e desenvolvimento de métodos alternativos e de menor custo, especialmente, indicados para sistemas de criatório de animais, pequenas comunidades urbanas, da zona rural ou em bairros isolados de cidades maiores”, conta.

Além disso, segundo o professor, os resultados não se resumem a diminuição do poluente no efluente tratado, mas sim, em possibilidades de ampliação de sistemas de tratamento que proporcionem a melhoria da saúde pública, não só no meio urbano mas, principalmente, no meio rural.

Deputado Luciano Machado

Para o deputado estadual Luciano Machado, a ideia é vista com aprovação e já é debatida entre universidade, Câmara e Governo. A intensão é de que recursos obtidos pelo Executivo Estadual chegue ainda mais rápido para a implantação do projeto e, quem sabe, após avalição e com resultados positivos, estruture o saneamento básico em Jerônimo Monteiro.

“A implantação do modelo de micro tratamento nos bairros pode ser a solução. Vejo com bons olhos. Formato mais econômico de reaproveitamento do resíduo, com transformação em adubo. Uma engrenagem positiva que deve ser colocada em prática”

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: (28) 3521-7726, [email protected].