Cidades

Bairros com mais casos de Covid-19 em Cachoeiro recebem primeiras barreiras sanitárias itinerantes

COMPARTILHE
Foto: Márcia Leal/PMCI
663
Advertisement
Advertisement

Nesta semana, a Prefeitura de Cachoeiro começou a realizar barreiras sanitárias e educativas contra a Covid-19 nos bairros com mais casos confirmados da doença. Os primeiros a receberem a ação são Vila Rica e Zumbi.

Continua depois da publicidade

No Vila Rica, o ponto escolhido foi a avenida Nossa Senhora da Consolação, próximo à escola Átila de Almeida, e no Zumbi, a entrada pela Linha Vermelha.

No primeiro ponto, foram abordadas, na segunda (13) e nesta terça-feira (14), 741 pessoas, em 412 veículos e 175 motocicletas; nenhuma apresentou sintomas da doença. Já no segundo ponto, foram abordadas 326 pessoas, nesta terça, em 148 veículos e 58 motocicletas. Uma apresentou sintomas e foi orientada a procurar os serviços de saúde.

As pessoas abordadas receberam orientações sobre medidas preventivas e tiveram a temperatura aferida por estudantes do curso técnico de enfermagem do Centro Educacional Apogeu.

Continua depois da publicidade

Guardas-civis municipais, agentes de trânsito e servidores das secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico (Semdec), Esporte e Lazer (Semes) e Defesa Civil também atuam no trabalho.

A ação nos dois bairros segue até sexta (17), sempre das 8h às 11h. A Prefeitura ainda mantém uma barreira em rodovia, de segunda a sábado, no mesmo horário, na BR 482 (Cachoeiro x Safra).

“Mudamos a nossa estratégia, optando pela itinerância das barreiras, para que nossa ação se torne ainda mais efetiva, tendo em vista que vamos trabalhar nos bairros com maior incidência de casos. Em cada semana, os bairros serão escolhidos conforme os indicadores”, afirma o coordenador do Sistema de Comando em Operações (SCO) da Prefeitura, Ruy Guedes.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Guedes ressalta, ainda, que os bairros receberão, paralelamente, a busca ativa de casos da doença, uma ação da Secretaria Municipal de Saúde. “Com isso, poderemos identificar casos assintomáticos para que cumpram o isolamento, evitando a propagação do vírus”, explica.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.