Cidades

Quase 30% dos casos de Covid-19 em Venda Nova foram diagnosticados sem exame laboratorial; no ES, média é de 5%

COMPARTILHE
Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado
2915
Advertisement
Advertisement

O número de pessoas diagnosticadas com Covid-19 em Venda Nova do Imigrante é 239. Mas um dado chama a atenção: quase 30% desses pacientes não fez o exame para diagnosticar o vírus. O critério utilizado para a confirmação de 67 casos na cidade foi o chamado clínico epidemiológico. Se Venda Nova ocupa a 23ª posição no número de casos no Estado, a cidade é a 9º na lista com mais pacientes diagnosticados sem que o exame laboratorial fosse feito. Os números fazem parte do Painel Covid-19, atualizado na segunda-feira (29).

Municípios assinam convênio para repasse de recursos para a Santa Casa de Cachoeiro

A Santa Casa de Misericórdia Cachoeiro está firmando convênios com municípios para o repasse...

Ministério Público de Contas reforça irregularidades em contrato de consultoria em Marataízes

Contrato firmado visando à recuperação de créditos tributários, entre outros serviços, foi alvo da...

Morador de Piaçu, Muniz Freire, relata ter visto onça-parda na localidade do Vale do Guarani

Colaboração: Diórgenes Ribeiro Supervisão: Fernanda Zandonadi O produtor rural, Lauro Antônio Bento Bicalho, de 56 anos,...

O número absoluto de casos confirmados sem exame é mais alto do que na Serra, o segundo município do Estado em número de contaminações. Lá, dos 7.351 casos, 7.334 foram confirmados com exames de laboratório, ou seja, foram 12 resultados cuja forma de confirmação não foi informada, 4 segundo o critério clínico epidemiológico e um, clínico.

Cachoeiro de Itapemirim, que tem 1.605 casos, conta apenas com uma confirmação clínica, e outra que consta como não informado. Em Afonso Cláudio, cidade de porte semelhante a Venda Nova, tem 315 casos, e os números mostram que há apenas um paciente cujo meio de confirmação não foi informado. Nos demais, foi feito exame laboratorial. Em Castelo, a mesma regra: das 285 confirmações, apenas cinco obedeceram ao critério clínico epidemiológico.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Diferente do exame de laboratório, o clínico epidemiológico segue a diretriz de que se a pessoa tem sintomas de Covid-19 e teve contato próximo ou domiciliar com alguém confirmado laboratorialmente para a doença sete dias antes do aparecimento dos sintomas é também portador do vírus. E esse número entra na lista de casos confirmados.

Números do Estado

No Espírito Santo, esse critério é usado com mais parcimônia: 1.810 pessoas foram confirmadas com a doença seguindo o critério clínico epidemiológico, a investigação da doença de 376 não foi informada e 93 foram diagnosticadas por observação clínica. Isso dá um total de 2.279 pessoas que não fizeram o exame, ou seja, 5% do total de diagnósticos positivos. Se, no Estado, a proporção fosse de 30%, como é em Venda Nova do Imigrante, cerca de 13 mil pessoas, do total de 45.097 contaminados, não teriam passado pela triagem laboratorial para serem diagnosticadas com a Covid-19.

O outro lado

Advertisement

Em nota, a Prefeitura de Venda Nova do Imigrante, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informou que “segue rigorosamente as normas vigentes para determinação dos casos positivos para coronavírus. O critério para confirmação dos casos é determinado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na Nota Técnica 29/2020. O documento é claro ao estabelecer quem deve fazer os exames e quem deve ser classificado como positivo de acordo com diagnóstico clínico-epidemiológico, ou seja, caso suspeito com histórico de contato próximo ou domiciliar com caso confirmado laboratorialmente para COVID-19″.

Características sociais, culturais e demais fatores que afetam o comportamento das pessoas mudam de acordo com cada localidade e isso se reflete na quantidade de casos confirmados por exames ou clinicamente, continua a nota. “A diferença nos números de testes de Venda Nova em relação a seus vizinhos e ao Estado é apenas consequência dessas peculiaridades e não significa que o Município realiza ‘poucos’ ou ‘muitos’ testes”.

“Venda Nova do Imigrante continuará seguindo os protocolos determinados pela Sesa com o rigor necessário. Cabe ressaltar que a aplicação de mais ou menos testes depende exclusivamente desses protocolos, que são seguidos por todos os municípios capixabas”.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.