Grande Vitória

Procon Vitória: preços de um supermercado para outro podem variar até 155%

COMPARTILHE
Divulgação Procon-ES
89
Advertisement
Advertisement

O Procon Vitória divulgou na ultima semana, o resultado da pesquisa de preços de produtos de primeira necessidade realizada em nove supermercados da capital. A variação de preços entre os itens de limpeza chega a 155%, como no caso da esponja de cozinha (Multiuso – 3 unid.), que vai de R$ 1,29 a R$ 3,29.

Pequeno tremor de terra é registrado em cidades do Espírito Santo

 Moradores das cidades de Vitória, Vila Velha e Serra foram surpreendidos por um leve...

Vitória e mais duas cidades são elevadas à categoria de metrópole

As cidades de Vitória (ES), Campinas (SP)  e Florianópolis (SC), antes consideradas capitais regionais,...

Hemoes e 99 garantem viagens gratuitas para incentivar doação de sangue

unho é considerado o mês de conscientização sobre a importância da doação de sangue....

A caixa de sabão em pó tem diferença de 73,67%, indo de R$ 12,61 a R$ 21,90. No caso da água sanitária, a diferença de preço chega a 66,89%: R$ 2,99 a R$ 4,99.

No setor de carnes, o frango (inteiro – congelado – 1kg) teve a maior variação: 70,48%. O Procon Vitória verificou que o menor preço foi encontrado em Jardim Camburi, sendo vendido por R$4,98 (quilo), e o maior na Grande São Pedro, por R$ 8,49 (quilo).

Advertisement
Continua depois da publicidade

Já no pacote de café (pó – pacote – 250g), a diferença chegou a 56,34%, tendo seu menor preço (R$ 2,68) em um supermercado da Mata da Praia e o maior (R$ 4,19) na Grande São Pedro.

Economia

A gerente do Procon Vitória, Herica Correa Souza, destacou que a pesquisa do órgão auxilia o consumidor a economizar e evitar deslocamento em busca do menor preço.

“O levantamento aponta ainda onde o consumidor encontra o maior número de itens com menor preço. A equipe de coleta dos dados observou que os estabelecimentos localizados nas regiões de Jardim da Penha e Mata da Praia apresentaram o maior número de itens com os menores preços”, informou Herica.

Valor total dos itens por estabelecimento, quantidade total de itens encontrados em cada estabelecimento, reço médio por estabelecimento e percentual de abastecimento de produtos por estabelecimento

Advertisement

Comparação

O levantamento traz uma análise comparativa dos menores preços coletados de cada produto entre os meses de março e junho, além de uma análise entre maio e junho. Foi registrado um aumento no preço do alho (o quilo), que chega a 75,05%: R$ 15,99 em março e R$ 27,99  em junho.

Metodologia

A pesquisa foi realizada no último dia 16 em nove estabelecimentos da capital e traz apenas itens elencados pelos consumidores como de extrema necessidade: arroz, feijão, óleo, macarrão, leite, fubá, sabão em pó, papel higiênico, água sanitária, detergente líquido, esponja e palha de aço.

“Dessa forma, monitoramos o mercado e, principalmente, apresentamos para os consumidores uma referência de preços”, explicou Herica.

Orçamento familiar

A secretária de Cidadania, Direitos Humanos e Trabalho, Renata Freire F. Batista, disse que a pesquisa é mais um serviço disponibilizado pelo Procon Vitória para que os consumidores adquiram os produtos de suas listas com o menor impacto possível no orçamento familiar.

“O Procon Vitória sempre orienta os consumidores a pesquisar em, pelo menos, três estabelecimentos antes de adquirir seus produtos. Contudo, neste momento de isolamento social, sugere primeiro consultar a pesquisa realizada pelo órgão para depois fazer suas compras. A nossa orientação é que façam suas compras com segurança e que evitem, ao máximo, saírem de casa e se exporem ao risco”, conclui.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.