Geral

Alexandre de Moraes manda pasta da Saúde voltar a divulgar dados sobre a pandemia

COMPARTILHE
Foto: SCO/STF/Carlos Moura
234
Advertisement
Advertisement

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, mandou o Ministério da Saúde divulgar na íntegra os dados sobre a pandemia de covid-19 em balanços diários como estava sendo feito até a quinta-feira passada, dia 4. A liminar foi proferida em ação movida pelos partidos Rede Sustentabilidade, PSOL e PCdoB.

Continua depois da publicidade

Na sexta-feira, 6, o governo federal excluiu os dados relativos ao acumulado de óbitos por covid-19 e passou a divulgar apenas os números do dia. A mudança ocorreu por pressão do presidente Jair Bolsonaro, que exigiu do corpo técnico do Ministério da Saúde um método de publicidade que exibisse menos de mil mortos por dia.

“A presente hipótese não caracteriza qualquer excepcionalidade às necessárias publicidade e transparência, sendo notório o fato alegado pelos autores da alteração realizada pelo Ministério da Saúde no formato e conteúdo da divulgação do ‘Balanço Diário’ relacionado à pandemia (covid-19), com a supressão e omissão de vários dados epidemiológicos que, constante e padronizadamente, vinham sendo fornecidos e publicizados, desde o início da pandemia até o último dia 4 de junho de 2020, permitindo, dessa forma, as análises e projeções comparativas necessárias para auxiliar as autoridades públicas na tomada de decisões e permitir à população em geral o pleno conhecimento de decisões e permitir à população em geral o pleno conhecimento da situação da pandemia vivenciada no território nacional”, escreveu Moraes na decisão liminar.

O ministro classificou como “ameaça real e gravíssima” a situação atual da pandemia no País, que vitimou mais de 36 mil pessoas até esta segunda-feira, e apontou que cabe às autoridades brasileiras, “em todos os níveis de governo”, a efetivação concreta da proteção à saúde pública – incluindo o fornecimento de todas as informações necessárias para o planejamento e combate à doença.

Continua depois da publicidade

Paulo Roberto Netto e Rayssa Motta
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here