Cidades

Tecnologia aproxima família e pacientes de UTI em unidades do Heci no Sul do ES

COMPARTILHE
Divulgação Heci
104
Advertisement
Advertisement

Com a suspensão das visitas aos pacientes no UTI, no Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim, a princípio até o dia 12 de junho, e no Hospital Evangélico Litoral Sul, em Itapemirim, cuja data de término está sem previsão, as informações diárias sobre o caso clínico passaram a ser transmitidas pela internet através do aplicativo Zoom.

Ações de recuperação de estradas rurais serão ampliadas este mês em Cachoeiro; veja os locais que receberão melhorias

As chuvas intermitentes, ocorridas de dezembro de 2019 a março deste ano, provocaram grandes...

Veja as ações que já foram feitas em Cachoeiro para combater a pandemia de Covid-19

Desde o início de março, quando os primeiros casos de Covid-19 foram confirmados no...

Seminário on-line celebra 14 anos de comitê do rio Itapemirim

Em comemoração aos 14 anos do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Itapemirim (CBH...

A medida de suspensão de visitas aos pacientes faz parte do “lockdown” implantado pelo Hospital Evangélico em suas duas unidades e objetiva conter o avanço do Coronavírus.

Pensando no bem-estar dos pacientes e seus familiares, o coordenador das Unidades de Terapia Intensiva (UTI), o médico intensivista Marlus Muri Thompson, deu início a esse método de transmissão de informações do quadro de saúde do paciente valendo-se das tecnologias disponíveis, sendo optado pela plataforma Zoom.

Advertisement
Continua depois da publicidade

De acordo com o profissional, o atendimento funciona da seguinte forma: primeiramente a família do paciente precisa cadastrar um número de celular que terá a autorização de entrar no Zoom, comunicando à secretaria da UTI onde o seu familiar está internado; de posse do número cadastrado, diariamente o hospital irá enviar o link de acesso apenas para o celular autorizado pela família; a partir daí, às 11 horas em Cachoeiro e às 12h30 em Itapemirim, o celular cadastrado poderá pedir o acesso ao programa.

A equipe médica de posse de todos os números registrados, fará a conferência no momento da entrada e irá habilitar a entrada de apenas uma família por vez, transmitindo as notícias e permitindo eventualmente até um contato remoto com seu familiar se a situação permitir. Vale ressaltar que assim fica garantida a total privacidade da família e do paciente, porque o atendimento virtual será individual e somente aos números autorizados.

Para aquelas pessoas que não possuem celular ou não possuem entendimento tecnológico necessário, o Hospital vai providenciar um local apropriado com um equipamento para que elas recebam as informações, como todas as demais pessoas.

O método de transmissão de informações começou a ser utilizado nesta terça-feira(26), tanto no Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim quanto no Litoral Sul e, segundo Dr. Marlus, teve boa aceitação pelos familiares. “Desta forma visamos reduzir os impactos aos familiares não poderão visitar seus pacientes durante a pandemia de COVID”, disse.  A meta é conseguir enviar imagens do paciente para a família enquanto o médico transmite as informações, amenizando ainda mais a saudade e aliviando a angustia.

Advertisement

A Rayana Scharra, que está com o pai internado em uma das UTIs do Hospital Evangélico, aprovou a iniciativa da instituição. “Claro que não é a mesma coisa de estar lá presente podendo falar com meu pai. Mas entendo a situação, e vai passar rápido”, disse.

Além disso, o médico anuncia que a equipe multidisciplinar de psicologia, que atua nas UTIs do Hospital Evangélico, se colocará à disposição dos familiares para atendimento também via Zoom, caso necessitem.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.