Cidades

Presidente Kennedy assina termo para instalação do Porto Central

COMPARTILHE
704
Advertisement
Advertisement

A Prefeitura de Presidente Kennedy assinou nesta quarta-feira(27) termo de cooperação técnica com o Porto Central. O termo é uma das condicionantes feitas pelo Ibama para a instalação do empreendimento no município e faz parte das diretrizes socioeconômicas.

Sexta (3) será de tempo instável no ES; confira a previsão

Sexta-feira (3) de tempo instável em todo o Espírito Santo, por causa da umidade...

Cachoeiro recebe 5 mil doses de cloroquina do governo estadual

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim recebeu, no último fim de semana, 5 mil...

Pandemia: Anchieta fecha primeiro semestre com perda de R$ 5 milhões na receita

Diante da crise financeira que assola o Brasil, em decorrência da pandemia provocada pelo...

No documento assinado hoje, Prefeitura de Presidente Kennedy, Governo do Estado, Porto Central, Ifes, Senac, entre outras instituições, irão formar um Comitê de Acompanhamento  do Termo de Cooperação Técnica dos programas: PADR – Programa de Apoio ao Desenvolvimento Regional; PMD.-  Programa de Mobilização e Desmobilização de Mão de Obra; PCP – Programa de Capacitação Profissional; e PMSE – Programa de Monitoramento Socioeconômico.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Os programas irão facilitar a geração e a disseminação de informações sobre a realidade social e econômica, por meio de políticas públicas estruturadas.

O Comitê irá acompanhar projetos que envolvem qualificação profissional, apoio tecnológico, promoção do empreendedorismo e auxílio a micro, pequenos e médios empresários, além de programas de qualidade ambiental, ações em infraestrutura e serviços públicos.

A construção do Porto Central de Presidente Kennedy é um grande empreendimento que influencia de forma regional e aumentará a competitividade da economia estadual. Novas oportunidades de geração de emprego e renda para a população kennedense serão disponibilizadas antes e durante a operação do porto.

Porto

Advertisement

O acordo firmado tem também como objetivo intensificar as ações preparatórias que antecedem as obras do Porto Central, destacando o cumprimento das condicionantes socioeconômicas estabelecidas na Licença de Instalação do porto emitida em março de 2018 pelo Ibama.

O Porto Central será instalado em uma área de aproximadamente 2.000 hectares, com até 25 metros de profundidade para receber os maiores navios do mundo. A primeira fase do porto visa atender à crescente demanda da indústria de óleo, gás e energia do país.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.