Política Regional

“Não estou inelegível. Estou sendo vítima de ataques”, afirma o deputado estadual Luciano Machado

COMPARTILHE
1031
Advertisement
Advertisement

O deputado estadual Luciano Machado (PV), em entrevista ao AQUINOTICIAS.COM, rebateu matérias veiculadas em portais de notícias do Estado que dizem que ele está inelegível por conta de uma compra irregular de veículo para a área da saúde no ano de 2002, quando era prefeito de Guaçuí.

Continua depois da publicidade

Luciano conta que em 2002 comprou uma caminhonete, com valor abaixo do preço de mercado, para combate a mosquitos, após conseguir economizar recursos públicos para tal aquisição. O veículo teria pertencido a ex-deputada estadual Fátima Couzi (Avante), hoje, pré-candidata a prefeita de Guaçuí, o que motivou opositores a mover uma denúncia contra os dois e uma concessionária de veículos.

O deputado afirma que não houve prejuízo aos cofres públicos e que já gastou muito dinheiro com o pagamento de multas, pois a Justiça entende que a compra não obedeceu os preceitos legais da licitação, mas que tal fato não lesou o erário.

O recurso agora indeferido, segundo ele, é para reverter o pagamento de multa e que a sua rejeição não o deixa inelegível.

Continua depois da publicidade

O fato ganha destaque nesta semana, segundo ele, por estar sendo vítima de ataques de colegas deputados contrários a sua proposta que propõe a redução de salários dos parlamentares em 30% durante a pandemia.

Ouça a entrevista

 

Advertisement
Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.