Segurança

Delegado de Piúma e dois PMs são flagrados com maconha em Vila Velha

COMPARTILHE
3905
Advertisement
Advertisement

O titular da delegacia de Piúma, David Santana Gomes, e dois policias militares – afastados da Instituição por motivo de doença – Juliano Araújo dos Santos e Cleyton Correia Gavi, foram levados à delegacia de Vila Velha, a princípio, na condição de testemunhas, para prestarem esclarecimentos após serem flagrados com drogas em uma operação onde seus superiores não tinham conhecimento.

Dupla escapa da PM e deixa para trás arma 'personalizada' no ES

Militares da Força Tática apreenderam uma carabina calibre 30 com carregador municiado com 12...

Suspeito de ter cometido assassinato é preso pela PM em Anchieta

O suspeito de ter cometido um assassinato acabou preso na tarde desta segunda-feira (6),...

Casal fica ferido após ser atingido por carro no bairro Independência em Cachoeiro 

Um homem e uma mulher que seguiam de moto pela rua Moreira, no bairro...

O delegado que atua no Sul do ES e mora em Vila Velha foi acompanhado pelos dois PMs até uma residência, no bairro Morada do Sol, segundo eles, para prender um traficante.

Um vizinho percebeu a movimentação estranha, acionou a PM, que esteve no local e flagrou o trio carregando sacolas com tabletes de maconha. Para a polícia, os três explicaram que haviam recebido denúncias de que na casa, usada por um traficante, haviam drogas.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Na sacola, estavam 17 tabletes de maconha, além de uma pistola Taurus, calibre 380, com 12 munições intactas.

De fato, o que chama atenção neste caso, é que, apesar de morar em Vila Velha, o delegado atua em Piúma, além de participar da ação, dois policias que não estão na ativa, já que possuem afastamento por problemas de saúde e a operação não foi, segundo a PC, sinalizada para o delegado da jurisdição.

A casa onde a droga foi encontrada pertence ao irmão de um capitão da PM. Segundo informações, a residência foi alugada recentemente, por meio de anúncio pela OLX, porém o proprietário não soube informar o nome do morador.

O que diz o delegado

Em suas redes sociais, Santana afirmou que após investigações, pediu ajuda das polícias para efetuar a prisão e apreensão, mas não obteve resposta. Pedindo então, aos dois colegas da PM, para ajudá-lo na missão. O caso será investigado pelas corregedorias das respectivas instituições.

Advertisement

 

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.