Política Nacional

Doria critica atitude do governo contra instituições, imprensa e memória judaica

COMPARTILHE
16
Advertisement
Advertisement

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), iniciou a entrevista coletiva desta sexta-feira, 29, no Palácio dos Bandeirantes criticando declarações recentes do governo federal e de seus integrantes que dirigiram “palavras e palavrões contra o STF (Supremo Tribunal Federal), parlamentares, imprensa, jornalistas, instituições e contra a democracia”.

Quem teve contato com Bolsonaro deve ir à unidade de saúde, diz Ministério

Questionado sobre orientações para quem teve contato com o presidente Jair Bolsonaro, que testou...

Facebook derruba rede de fake news ligada ao PSL e à família Bolsonaro

O Facebook anunciou nesta quarta (8), que derrubou uma rede de fake news e...

Toffoli nega recurso de Sara para afastar Alexandre de Moraes de inquérito

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, negou um pedido apresentado pela...

“Ouvimos mais uma vez palavras que ofendem memória de judeus e de milhões de perseguidos pelo nazismo”, acrescentou Doria. “Vamos parar com esta marcha da insensatez e ameaças à democracia e a liberdades fundamentais.”

Em uma referência a desdobramentos recentes do inquérito das fake news no STF, o governador paulista afirmou que “precisamos trocar o gabinete do ódio pelo gabinete do diálogo”.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Elizabeth Lopes e Nicholas Shores
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.