Economia

PIB francês sofre queda de 5,3% no 1º trimestre, a maior desde 1968

COMPARTILHE
8
Advertisement
Advertisement

O Produto Interno Bruto (PIB) da França sofreu contração de 5,3% no primeiro trimestre de 2020 ante o quarto trimestre de 2019, em meio ao impacto da pandemia do novo coronavírus, segundo revisão divulgada nesta sexta-feira pelo Insee, como é conhecido o instituto de estatísticas do país. Trata-se da maior queda do PIB francês desde o segundo trimestre de 1968, de acordo com a Trading Economics.

Bolsa fecha em alta de 0,55%, aos 96.764,85 pontos, e acumula ganho de 3,12%

Sem a referência dos mercados de Nova York, fechados pela celebração da Independência dos...

Dólar interrompe sequência de três semanas de ganhos e acumula baixa de 2,6%

O dólar teve dia de queda nesta sexta-feira, 3, embora com volume de negócios...

Flexibilização do isolamento pode ter levado 1,1 milhão de volta ao trabalho

A taxa de desocupação aumentou no País na passagem da primeira semana para a...

No fim de abril, o Insee havia originalmente estimado recuo maior, de 5,8%, que seria o maior da história.

Como o PIB francês já havia encolhido 0,1% no quarto trimestre do ano passado, a economia do país entrou em recessão técnica com o resultado dos primeiros três meses de 2020.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Sergio Caldas
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.