Variedades

Cenógrafo e figurinista, Carlos Colabone morre aos 60 anos

COMPARTILHE
43
Advertisement
Advertisement

O cenógrafo e figurinista Carlos Colabone morreu na madrugada desta quarta-feira, dia 27, vítima de parada cardíaca, aos 60 anos. Nascido em Rio Claro, no interior paulista o corpo do artista seguiu para a cidade, onde foi sepultado.

Ticiane Pinheiro faz festa de aniversário para filha com Tralli

Ticiane Pinheiro comemora o primeiro ano de Manuella, sua filha com o jornalista da...

Roteirista d'os Trapalhões, Nilson Costa morre aos 80 anos em Sorocaba

O humorista Nilson Costa, conhecido por ter sido, durante muitos anos, roteirista de Os...

Tinder é acusado de transfobia por artista e usuários relatam exclusão de perfis

A artista perfomática Romagaga publicou um vídeo com um desabafo em seu Twitter na...

Os trabalhos na capital começaram ainda nos anos 1980, quando Colabone assinou cenografias para as peças do Teatro de Arena, na direção de Fauzi Arap (1938-2013), entre elas, Risco e Paixão (1989) e A História Acabou (1991).

Em 1994, criou a cenografia de Vestido de Noiva, peça de Nelson Rodrigues, para a produção do Grupo Tapa, dirigida por Eduardo Tolentino de Araújo. O trabalho de Colabone recebeu o extinto Prêmio Molière. No ano passado, voltou aos palco atuando em Reflexo Guimarães, de Gonzaga Pedrosa. Colabone também foi jurado do Prêmio Shell de Teatro – São Paulo.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.