Economia

Hertz pede proteção contra falência nos EUA com dívidas de US$ 19 bi

COMPARTILHE
15
Advertisement
Advertisement

A Hertz Global Holdings Inc, uma das maiores locadoras de carros dos Estados Unidos, pediu na sexta-feira, 22, proteção contra falência nos termos do Capítulo 11 da Lei de Falências americana. A empresa tem cerca de US$ 19 bilhões em dívidas e uma frota de aproximadamente 700 mil veículos, que tem ficado majoritariamente ociosa por conta da pandemia do novo coronavírus.

Setor público dos EUA cortou mais de 1,5 milhão de empregos desde março

Os governos federal, estadual e local dos Estados Unidos cortaram mais de 1,5 milhão...

Opep: corte de produção deve seguir ao menos até julho

Os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (Opep+) discutem...

Para analistas, melhora do mercado no País é 'disfuncional'

Apesar de o Brasil ser motivo de preocupação quanto ao avanço de novos casos...

A companhia pediu reestruturação nos termos do Capítulo 11 na Corte de Falências de Wilmington, Delaware, na esperança de sobreviver a uma queda no tráfego de automóveis por conta da covid-19, e para evitar uma liquidação forçada de sua frota.

Ontem, o The Wall Street Journal reportou que a empresa havia falhado em atingir um acordo com seus maiores credores, e que se preparava para entrar com o pedido.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

O colapso da Hertz marca um dos casos mais emblemáticos de calote por companhias dos EUA causados pelo impacto do coronavírus sobre as viagens pelas vias aérea e terrestre, embora a empresa também enfrentasse desafios anteriormente.

Antes da pandemia da covid-19, a Hertz sofria com a competição de pares como a Enterprise Holdings Inc e a Avis Budget Group Inc, além de serviços como o Uber. No ano passado, a Hertz teve prejuízo de US$ 58 milhões, o quarto prejuízo anual consecutivo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.