Cidades

Venda Nova do Imigrante começa a fazer barreiras sanitárias

COMPARTILHE
Foto: divulgação/PMVNI
527
Advertisement
Advertisement

A Prefeitura de Venda Nova do Imigrante, em parceria com a Polícia Militar, instalou barreiras sanitárias nos principais acessos ao município. O objetivo é conscientizar e tirar dúvidas de motoristas e passageiros sobre a prevenção ao coronavírus. Quem tiver sintomas, será encaminhado para as unidades de saúde.

Continua depois da publicidade

A mobilização começou nesta quarta-feira (29) e não tem data para terminar. Uma das barreiras está montada em frente à rodoviária e outra será instalada em local que será definido nesta tarde. “É um trabalho de orientação sobre como se proteger, mas também coletamos informações a respeito da situação de saúde da pessoa e encaminhamos para atendimento quando necessário”, explica Marise Vilela, secretária Municipal de Saúde.

Os passageiros de cada veículo parado são orientados e tiram dúvidas. Depois, seguem caminho e multiplicam o conhecimento adquirido. Para colocar em prática as barreiras, as agentes de saúde foram mobilizadas e contam com apoio de servidores da Secretaria Municipal de Educação. Todos foram capacitados por enfermeiros da Saúde.

Mobilização em várias frentes

Continua depois da publicidade

As barreiras sanitárias são um importante meio de prevenção, mas a Prefeitura de Venda Nova tem realizado várias outras ações de combate ao coronavírus. Há campanhas informativas em rádio, carro de som, site oficial e redes socais. A Defesa Civil Municipal também tem feito grande trabalho de conscientização e orientação, inclusive durante fins de semana e à noite.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil vendanovense, Woelpher Pierângelo de Freitas Bárbara, já foram atendidas mais de 8 mil pessoas, com medidas de conscientização, nos comércios, igrejas e nas ruas.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].