Espírito Santo

Justiça nega liberdade a assassino de Gerson Camata

COMPARTILHE
Gerson Camata
324
Advertisement
Advertisement

O Superior Tribunal de Justiça negou na tarde desta quarta-feira (1) o Habeas Corpus pleiteado pela defesa de Marcos Venicio Moreira Andrade, acusado da morte do ex governador Gerson Camata.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A defesa do acusado pedia a liberdade do réu e, ainda, solicitavahttps://www.aquinoticias.com/2018/12/ex-governador-do-es-gerson-camata-e-assassinado-em-frente-a-restaurante-em-vitoria/ a prisão domiciliar em virtude do risco causado pela pandemia do Covid-19.

Ao apreciar ambos os pedidos, o ministro Sebastião Reis Júnior não apenas negou as solicitações da defesa como acrescentou que o eventual prisão domiciliar deve ser solicitada à Justiça em primeira instância.

Cabe recurso dessa decisão. O advogado Ludgero Liberato, que representa a família da vítima, considerou a decisão do juiz irretocável do ponto de vista técnico e acrescenta que está confiante de que o juri será realizado no menor prazo possível.

Advertisement