Cidades

Alunos da rede municipal de Jerônimo Monteiro recebem cesta básica

COMPARTILHE
295
Advertisement
Advertisement

A prefeitura Jerônimo Monteiro entregou na última semana, os kits montados com os itens da merenda escolar que estavam em estoque. A equipe da Secretaria de Educação trabalhou na montagem dos kits que serão doados, mediante a Lei Federal 13.987, para alunos da rede pública municipal.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Em acordo com o Conselho Municipal de Alimentação Escolar, o Governo Municipal definiu que os kits serão destinados a estudantes cadastrados no Programa “Bolsa Família” no perfil de extrema pobreza, ou seja, alunos cujas famílias têm rendimentos de até 90 reais por mês para cada membro da família. Um total de 80 famílias registradas no Município.

O Secretário de Educação, Vilmar Britto, esclareceu que o repasse do Governo Federal para compra de merenda escolar, ocorre em 10 parcelas ao longo do ano letivo. “Atualmente, o valor repassado pela União a estados e municípios por dia letivo para cada aluno é definido de acordo com a etapa e modalidade de ensino: Creches: R$ 1,07; Pré-escola: R$ 0,53; Ensino fundamental e médio: R$ 0,36 centavos. Nossa maior clientela é no Ensino Fundamental, assim estamos falando em um repasse de R$ 0,36 centavos por aluno ao dia. Multiplicados por 20 dias de aula, o repasse do Governo Federal resulta em R$ 7 reais e 20 centavos por aluno ao mês, e para a Creche teríamos o valor de R$ 21,40, sendo, portanto, impossível montar um kit alimentar com esses valores”, informou Vilmar.

O prefeito Sérgio Fonseca lembrou que a Prefeitura, todos os meses, faz a complementação da merenda para a rede municipal e, da mesma forma, o Governo fará para esses kits. “A prefeitura está completando os kits destinados aos alunos, realizando uma complementação média em torno de R$ 75,00 para cada kit, ofertando um conjunto de 12 itens de mantimentos e, ainda, produto de higiene pessoal para ajudar às famílias nesse difícil período da pandemia”, ressaltou Sérgio.

Continua depois da publicidade

Após mapeados os alunos em extrema pobreza, as escolas farão o contato e entregarão os kits para os pais ou responsáveis pelos alunos, em um processo de agendamento evitando aglomerações nas escolas, cumprindo a distribuição dos alimentos da merenda escolar às famílias dos estudantes que tiveram suspensas as aulas na rede pública de educação básica devido à pandemia do COVID-19.

O prefeito explicou ainda que a destinação de sextas báscias é outro porgama, não tendo nenhuma ligação com essa ação. “É interessante frisar que o kit que a educação está distribuindo é em virtude do vínculo do aluno. Outras realidades de necessidade familiar devem ser analisadas pela Secretaria de Assistência Social, dentro dos programas da pasta que também faz um grande trabalho no município. Ressalto ainda que os alimentos estão em sacolas da empresa “São Sebastião”, a quem agradeço o apoio nesse momento, pelo fato das sacolas ter sido doadas, pela empresa, para a montagem dos kits. Todos os mantimentos estavam no estoque da municipalidade e nós, de repente, não temos como agrupar os itens para serem destinados, daí surgiu o aopio dessa empresa da cidade”, finalizou o prefeito Sérgio Fonseca.

Advertisement
Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.