Internacional

Primária democrata em Wisconsin deve ocorrer na 3ª feira, mesmo com pandemia

COMPARTILHE
12
Advertisement
Advertisement

A primária eleitoral marcada para esta terça-feira no Estado do Wisconsin deve seguir adiante como planejado, mesmo em um quadro de combate à pandemia de coronavírus nos Estados Unidos. O evento deve ocorrer após o Legislativo estadual, controlado pelo Partido Republicano, não adotar nenhuma medida após o pedido do governador Tony Evers para impedir a votação pessoal e permitir que todos pudessem se manifestar nas prévias por meio de cartas.

Secretário de Defesa dos EUA se opõe ao uso de militares para reprimir protestos

Contrariando o presidente Donald Trump, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper,...

China nega que tenha atrasado liberação de informações sobre covid-19 à OMS

O governo da China negou que tenha atrasado, de forma proposital, a entrega de...

Suécia reconhece erros em não adotar lockdown no combate ao coronavírus

O responsável pela estratégia da Suécia no combate ao coronavírus admitiu que o país...

Neste domingo, o democrata Evers se manifestou pelo Twitter para dizer que o Estado foi alvo de uma declaração de desastre por causa da pandemia de coronavírus, a fim de liberar recursos. No sábado, ele criticou os republicanos do Legislativo local por “ignorar a urgência desta crise de saúde pública”, dizendo que “ninguém deve ter de escolher entre a saúde e seu direito ao voto”. Poucos dias atrás, porém, Evers ainda defendia a realização da primária democrata no dia 7 em seu Estado, mas sugeriu a mudança de método diante da piora no quadro de disseminação do vírus.

Equipe AE, com informações da Dow Jones Newswires
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.