Coronavírus

Viação Itapemirim vai demitir 500 funcionários

COMPARTILHE
Viação Itapemirim vai participar de licitações de ônibus urbanos, diz presidente da empresa
Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte)
13936
Advertisement
Advertisement

Em entrevista ao portal Diário do Transporte, o presidente da Viação Itapemirim, Sidnei Piva, disse nesta terça-feira (24) que cerca de 500 funcionários serão demitidos e outros 70% poderão férias coletiva por conta do coronavírus.

Brasileiro teme bem mais o coronavírus do que efeitos econômicos, indica pesquisa

Os brasileiros estão com mais medo de serem infectados pelo coronavírus, ou de terem...

Quarentena: governo do ES anuncia liberação de cestas básicas para alunos de escolas públicas

Para garantir a alimentação das crianças em idade escolar, o governador Renato Casagrande informou,...

Estado terá mais 65 mil testes para detecção do coronavírus

Em uma coletiva no início da noite desta sexta-feira (27), o governador Renato Casagrande...

Antes da crise provocada pelo Covid-19, a previsão era demitir 350 colaboradores, por conta da reestruturação prevista em plano de recuperação judicial da empresa.

Sidnei Piva afirma que após as restrições importas pelo Governo Federal e Estados houve queda de 90% na demanda do transporte público e que a Viação Itapemirim tem caixa para se manter dessa forma por apenas seis meses.

Advertisement
Continua depois da publicidade

O empresário relata que há muitas incertezas sobre as proibições de acesso entre os Estados diferentes.

“Estava previsto anteriormente um corte, neste primeiro semestre, para adequar ao plano de recuperação, de 350 pessoas, mas com este novo evento, do coronavírus, nós tivemos de, infelizmente, aumentar o número de cortes, chegando a 497 funcionários. Fizemos isso num momento programado, temos dinheiro suficiente para fazer o pagamento, seguindo o mesmo modelo do que foi feito com os anteriores, num acordo de parcelamento dentro dos seus dez dias e o restante parcelado em dez parcelas”, contou Sidnei Piva ao Diário do Transporte.

Sidnei ainda disse que a Itapemirim e Kaissara irão cumprir as grades horárias estipuladas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Nota oficial do Grupo Itapemirim

Advertisement

A Viação Itapemirim vem trabalhando fortemente em seu Plano de Recuperação Judicial, dando continuidade à linha de Governança Corporativa traçada com total Transparência e Sustentabilidade de suas operações.

Seu foco é o equilíbrio econômico e financeiro para garantir segurança e competitividade no ambiente macroeconômico.

Na atual conjuntura, sobre a pandemia mundial e nacional de Coronavírus∕Covid-19, os negócios de transporte interestadual, onde nosso grupo atua, foi seriamente prejudicado. Dessa forma, várias medidas de ajuste foram tomadas no sentido de seguir as orientações governamentais e colaborar com as autoridades e a sociedade. Realizamos alteração do quadro de funcionários. Essa e outras ações que estamos tomando de acordo com os acontecimentos têm como objetivo preservar a empresa, reduzir os impactos financeiros e preservar a saúde de colaboradores, clientes e da população em geral.

Reiteramos que essas ações vão ao encontro de nosso Plano de Recuperação Judicial aprovado pela assembleia de credores para seguirmos cumprindo à risca o nosso acordo como estamos realizando desde que ele foi firmado.

Continuaremos, como sempre, com muita garra, com muito trabalho, fortes e ativos, levando e trazendo pessoas, vidas e sonhos, de todas e para todas as partes do Brasil, tendo nosso nome sempre respeitado, valorizado e com reputação em alta.

Grupo Itapemirim

Advertisement