Coronavírus

Confira 5 dicas para um home office mais produtivo

Manter a rotina profissional, atualizar sistemas tecnológicos e realizar curtas reuniões diárias são algumas sugestões preciosas em tempos de coronavírus

COMPARTILHE
135
Advertisement
Advertisement

“O silêncio chega a ser ensurdecedor.” Esse foi um dos primeiros choques da jornalista Silvana Piñeiro Nogueira, diretora da Smartcom, ao entrar no esquema de home office, há um ano. Ela coordena a Smartcom Inteligência em Comunicação, agência especializada na divulgação de empresas B2B, a partir da Alemanha.

Número de mortes no Brasil por coronavírus chega a 114

A covid-19 já foi diagnosticada em 3.904 pessoas no Brasil, tendo resultado na morte...

Alerta constante sobre coronavírus pode causar transtornos a profissionais de saúde

A incansável e permanente luta de profissionais de saúde contra o novo coronavírus pode...

Brasileiro teme bem mais o coronavírus do que efeitos econômicos, indica pesquisa

Os brasileiros estão com mais medo de serem infectados pelo coronavírus, ou de terem...

Quando a pandemia do Covid-19 alcançou a todos e a empresa enviou os funcionários para home office, a experiência dela com o trabalho e gestão remota ajudou a orientar os demais.

“O mais importante é se organizar em relação ao cronograma de atividades e manter a disciplina de horários para não mesclar a rotina profissional e pessoal. Também acho válido priorizar os horários  no qual a pessoa renda mais, o momento em que está mais focada. Com disciplina e profissionalismo, o trabalho home office é até mais produtivo do que na agência, pois não há interferência externa”, avisa a também jornalista Karen Krinchev, que trabalha remotamente em Londrina.

Advertisement

A dupla condensou as principais dicas para a produtividade do home office:

Continua depois da publicidade

1)    Vista-se para “ir” trabalhar: A tentação é grande de trabalhar na cama ou mesclar atividades pessoais ao longo do dia, mas isso não é nada saudável. O ideal é se arrumar e manter os horários rotineiros – até porque a realização de reuniões virtuais exige isso.

2)    Ergonomia rima com tecnologia: Além de baixar os programas mais atualizados para o trabalho remoto (AnyDesk, TeamViewer, Skype, Trello e outros aplicativos de armazenamento de arquivos na nuvem), adapte da melhor forma possível sua estação de trabalho domiciliar. Tem gente trazendo a cadeira do trabalho…se isso não for possível, a dica é testar todas as cadeiras e mesas disponíveis em casa, de forma a alcançar o padrão: tronco encostado, pés apoiados no chão e punhos e braços apoiados também. Um ambiente calmo e silencioso também é fundamental.

3)    Lideranças disponíveis: Quem é gestor ou coordenador de um time não pode sumir. É importante que os colaboradores tenham livre acesso para esclarecer dúvidas e aliviar a ansiedade, ainda mais em tempos tão instáveis. Estar disponível é a chave do engajamento. Não esqueça de avisar a equipe se, por algum motivo, tiver que se ausentar. Isso ajuda no sentimento de segurança e confiança.

4)    Faça curtas reuniões diárias: distanciamento físico não significa isolamento virtual. As equipes que estão em casa precisam se falar, mas é importante estabelecer uma pauta prévia da reunião para que ela seja produtiva e curta!

Advertisement

5)    Estabeleça prioridades diárias: É importante que as demandas emergenciais sejam passadas aos colaboradores juntamente com uma revisão das tarefas previamente atribuídas. Um organizador de tarefas online pode ajudar.

Advertisement