Cidades

Comunidade de Anchieta fica ilhada após dique romper

COMPARTILHE
Comunidade de Limeira/Divulgação PMA
444
Advertisement
Advertisement

Moradores de Limeira, zona rural de Anchieta, ficaram ilhados após o rompimento de um dique na manhã desta segunda-feira (2).

Continua depois da publicidade

No Estado, o município foi o que registrou o maior acumulado de chuvas em 24 h, com 292.4 milímetros. De acordo com a Guarda Municipal do município, entres os chamados de estragos causados pelas chuvas, o local, no momento, é o que está recebendo maior atenção. Na avaliação da entidade, se as chuvas continuarem fortes o risco de alagamento na comunidade passa a ser eminente .O dique foi construído para conter as águas do rio Benevente.

“Estamos monitorando e orientando os moradores da comunidade, se for preciso daremos apoio para que sejam abrigados em locais mais seguros”, disse Wander Nogueira, Gerente da Guarda Municipal de Anchieta.

Por conta desse problema, o prefeito Fabrício Petri já determinou que a Secretaria Municipal de Assistência Social  redobre a atenção com os moradores de Limeira. Funcionários da Secretaria já estão na comunidade realizando o acompanhamento.

Continua depois da publicidade

A Defesa Civil  e a Guarda Municipal estão de plantão atendendo respectivamente nos números 199 e 153.

Captação de água

As fortes chuvas de domingo (1), em Anchieta, fizeram o rio Benevente transbordar, afetando o sistema de captação de água da estação de tratamento de Jabaquara. De acordo com a prefeitura, a estação atende as comunidades de Limeira e Jabaquara.

O secretario de Infraestrutura Leonardo Abrantes explica que é necessário aguardar o nível do rio baixar para que a equipe da secretaria possa fazer a manutenção e normalizar o sistema de abastecimento.

Advertisement
Continua depois da publicidade

 

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].