Coronavírus

Como proteger pessoas mais velhas contra o novo coronavírus

COMPARTILHE
781
Advertisement
Advertisement

Os idosos são os mais afetados pelo novo coronavírus. Para dar uma ideia do risco que essa faixa etária passa, na China, 80% dos pacientes que morreram tem mais de 80 anos. Mas as complicações começam antes: a maior parte das vítimas da covid-19 tinha mais de 60 anos. E, no Espírito Santo, são mais de 636 mil pessoas nesse grupo.

Continua depois da publicidade

Diante deste cenário, a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) reforçou a importância de se tomar cuidados redobrados com a saúde dos idosos com relação ao coronavírus, doença que pode se manifestar de forma grave e até mesmo fatal nesta população.

A fim de contribuir para evitar a propagação da doença no Brasil e garantir a segurança das pessoas com idade acima de 60 anos, Maisa Kairalla, membro da Comissão Extraordinária de Combate ao covid-19 da SBGG, orienta que os idosos cuidem bem da saúde, mantendo-se hidratados, higienizando as mãos com frequência e evitando o contato com pessoas vindas de regiões com casos confirmados da doença ou superlotados. “Além disso, é fundamental estar em dia com o calendário de vacinação, para se proteger de múltiplas infecções”, afirma a especialista.

Pessoas com comorbidades, como diabéticos, doentes cardíacos e pulmonares, são as que sofrem mais. “Com o coronavírus é preciso uma atenção maior de pessoas cujo pulmão está mais debilitado, por exemplo”, conclui Dra. Maisa.

Continua depois da publicidade

Confira a seguir algumas recomendações importantes da SBGG aos geriatras e especialistas em gerontologia:

  • Pacientes com febre, tosse ou nariz escorrendo, sem falta de ar ou cansaço, não devem procurar o médico imediatamente! A recomendação é LIGAR para o serviço de saúde, seguir as orientações e respeitar o isolamento de 14 dias;
  • Pacientes positivos ou que tenham tido contato com covid-19 devem respeitar a isolamento de 14 dias;
  • Manter atualizada a carteira vacinal, principalmente as vacinas contra o vírus influenza e contra o pneumococo;
  • Pacientes acima de 60 anos devem ficar em casa em isolamento e devem evitar o contato com crianças;
  • Caso haja necessidade de atender pacientes no consultório, procure diminuir o volume de pacientes para que eles fiquem pelo menos a dois metros de distância de cada um, SEM acompanhante, além de manter higiene frequente do ambiente e manter as janelas abertas;
  • Mandar prescrições via correio ou internet;
  • Todas as atividades não essenciais devem ser realizadas remotamente.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: (28) 3521-7726, [email protected].