Cidades

Cachoeiro cria sistema de monitoramento de casos suspeitos de Covid-19

COMPARTILHE
421
Advertisement
Advertisement

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Cachoeiro de Itapemirim iniciou a implementação de um sistema de monitoramento de pacientes com sintomas suspeitos de Covid-19 nas 32 unidades de saúde (UBS) do município. O objetivo é aprimorar o controle e combater a disseminação do novo coronavírus e de outras infecções.

Selo de turismo atesta o combate ao coronavírus em nove municípios da Região Serrana do ES

Com o objetivo de organizar e integrar a retomada do fluxo turístico em nove...

Caixa abre 12 agências no ES neste sábado (6) para pagamento de auxílio emergencial; veja os locais

A Caixa vai abrir, neste sábado (6), 12 agências no Espírito Santo para atendimento...

Após servidor confirmado com Covid-19, secretarias de Meio Ambiente e Agricultura são desinfectadas em Cachoeiro

Após a confirmação de que um servidor da Secretaria de Meio Ambiente de Cachoeiro...

Os pacientes suspeitos são todos aqueles que procuram as UBS com sintomas gripais. Com o cenário nacional de insuficiência de testes para a doença, a estratégia adotada pelo município é a de acompanhar, de perto, todos os potenciais infectados.

Profissionais da Semus foram realocados para realizar a coleta de dados nas unidades diariamente. Com isso, são identificados os locais da cidade que apresentam maior número de pacientes com sintomas gripais, facilitando a aplicação de ações localizadas, como implementação de quarentenas.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A coleta de dados já teve início em dez unidades básicas. A equipe da secretaria está capacitando outros profissionais para alcançar o monitoramento em todas as regiões.

Além da iniciativa, também começará, em breve, outra frente de trabalho voltada para o atendimento à população. Nela, equipes compostas por dois psicólogos e um assistente social realizarão visitas a pacientes que necessitarem de maior apoio domiciliar.

“Os casos de pacientes com sintomas gripais, nas unidades de saúde, diminuiu bastante nas últimas semanas, muito por conta das medidas de isolamento social. Mas, assim que as pessoas começarem a voltar para as ruas, os vírus voltarão a circular com mais facilidade. Por isso, precisamos estar, cada vez mais, preparados tanto para o cenário de propagação do novo coronavírus, que se tornou um desafio mundial, quanto para combater as outras infecções respiratórias”, explica a secretária municipal de Saúde, Luciara Botelho.

Advertisement

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.