Política Nacional

Maia: redução de salários precisa ser decisão ajustada com os três Poderes

COMPARTILHE
21
Advertisement
Advertisement

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que vinha admitindo a possibilidade de cortar salários de políticos e servidores para destinar mais verba ao combate da covid-19, deve deixar a discussão para depois. “Fica uma posição difícil quando o ministro da Economia diz que não há necessidade de se discutir esse tema agora”, disse.

Bolsonaro diz que avalia deixar OMS caso órgão mantenha atuação partidária

Repetindo seu colega norte-americano Donald Trump, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira, 5,...

Bolsonaro sobre atraso dados da covid-19: 'Acabou matéria no Jornal Nacional'

Questionado sobre o terceiro dia com atraso seguido na divulgação de mortos e infectados...

Pelo 3º dia seguido, ministério atrasa divulgação de dados sobre covid-19

Pelo terceiro dia consecutivo, o Ministério da Saúde irá divulgar balanço de infectados e...

No fim de semana, Paulo Guedes disse a investidores que não era favorável à proposta como forma de captar recurso para o enfrentamento à crise.

Maia voltou a dizer, no entanto, que a Câmara está aberta ao diálogo, mas “o que não deve acontecer é que só um Poder contribua. “Sem uma posição positiva e sem encaminhamento do governo com os Poderes vamos ter que esperar mais um pouquinho”, disse.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Camila Turtelli
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.