Economia

Diretor-geral da OMC elogia G-20 e pede que líderes facilitem comércio

COMPARTILHE
10
Advertisement
Advertisement

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, Roberto Azevêdo, elogiou a determinação do grupo das maiores economias mundiais, G-20, para trabalhar em conjunto para combater a pandemia da covid-19, “garantindo o fluxo de suprimentos médicos vitais, produtos agrícolas críticos e outros bens e serviços além das fronteiras”.

Guedes diz que isolamento social pode desorganizar o setor produtivo

São Paulo, 28/03/2020 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o "lockdown"...

Pedidos de desculpas de Guedes ao mercado repercutem entre agentes econômicos

Os pedidos de desculpas feitos pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, durante videoconferência com...

Guedes diz que especulação sobre sua saída do ministério é conversa fiada

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que "é conversa fiada" de quem diz...

Azevêdo recebeu com satisfação a decisão do G20 de compromisso mais amplo em “minimizar interrupções no comércio e nas cadeias de suprimentos globais”.

Os líderes concordaram em “facilitar o comércio internacional e coordenar as respostas de maneira a evitar interferências desnecessárias no tráfego e comércio internacionais”.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

“Poucos países – se houver – podem produzir todos os suprimentos médicos, alimentos e energia de que precisam”, disse Azevêdo. “Fechar fronteiras seria particularmente prejudicial para as pessoas nos países em desenvolvimento que dependem de importações de equipamentos médicos sofisticados”.

O diretor-geral da OMC também incentivou os membros do G-20 a dar o exemplo, compartilhando prontamente informações sobre quaisquer políticas comerciais relacionadas ao covid-19 com o secretariado da organização.

Marcela Guimarães
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement