Coronavírus

Espanha supera 4 mil mortos; Itália está prestes a superar China em infectados

COMPARTILHE
477
Advertisement

O número de mortos pela covid-19 na Espanha passou dos quatro mil nesta quinta-feira (26). De ontem para hoje, 655 pessoas morreram no país em virtude da doença causada pelo novo coronavírus, elevando o número total de óbitos para 4.089. O crescimento em relação a ontem, 25, foi de 19%, um alívio sobre o crescimento dos últimos dias, que variava entre 25% e 30%.

Número de mortes no Brasil por coronavírus chega a 114

A covid-19 já foi diagnosticada em 3.904 pessoas no Brasil, tendo resultado na morte...

Alerta constante sobre coronavírus pode causar transtornos a profissionais de saúde

A incansável e permanente luta de profissionais de saúde contra o novo coronavírus pode...

Brasileiro teme bem mais o coronavírus do que efeitos econômicos, indica pesquisa

Os brasileiros estão com mais medo de serem infectados pelo coronavírus, ou de terem...

Apesar da desaceleração, especialistas alertam que os dados devem ser analisados em série, ou seja, ainda não é possível afirmar que esteja havendo uma mudança de tendência. O total de infectados na Espanha chegou nesta quinta a 56.188, com 8.578 novos casos em 24 horas.

Segundo o jornal El País, desde o início local do surto, 855 idosos que viviam em casas de repouso morreram por causa da covid-19 só em Madrid.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Na Itália, 662 morreram de ontem para hoje por conta da covid-19, 21 mortes a menos do que nas 24h anteriores. O total de mortos no país chegou a 8.165, em um universo com 80.539 infectados. Assim, a Itália está perto de ultrapassar a China, antigo epicentro do vírus, que confirmou até o momento pouco mais de 81 mil infecções, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

No Japão, o primeiro-ministro Shinzo Abe descreveu o avanço do vírus no país como uma “crise nacional” depois que Tóquio registrou 47 novos casos de quarta-feira para hoje. Abe decidiu suspender a entrada no Japão de pessoas vindas de 21 países da Europa e também do Irã, e criou um comitê de crise, medida prévia para a declaração de um estado de emergência. O total de infectados em Tóquio triplicou nos últimos quatro dias.

Gregory Prudenciano
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Advertisement