Geral

Doria pede a líderes de igrejas que façam cultos e encontros virtualmente

COMPARTILHE
15
Advertisement
Advertisement

Após o presidente da República, Jair Bolsonaro, incluir igrejas na lista de serviços essenciais que podem funcionar durante a situação de emergência no País em decorrência do novo coronavírus, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reiterou, em um pedido já feito por ele a líderes religiosos, a recomendação para que cultos, missas e outros encontros de natureza religiosa sejam feitos virtualmente.

Mandetta defende menos gente na rua e fala em cenário extremo

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, defendeu ontem a diminuição de circulação de...

Ministério cogita ampliar isolamento

Técnicos do Ministério da Saúde fizeram um documento de recomendações para os gestores do...

Detentas do rio vão costurar 30 mil máscaras para doar na luta contra a covid-19

Detentas da penitenciária Talavera Bruce, em Bangu (zona oeste do Rio), vão confeccionar cerca...

“Tenho certeza que aqueles que dirigem igrejas têm bom senso e capacidade de compreender gravidade da situação que estamos”, disse Doria, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

O governador paulista preferiu não comentar a decisão de Bolsonaro alegando que, por enquanto, ela não foi publicada oficialmente.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Gabriel Caldeira, Pedro Caramuru e Elizabeth Lopes
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Advertisement