Esporte Nacional

Pietro Fittipaldi é confirmado como piloto reserva e de testes da Haas

COMPARTILHE
11
Advertisement
Advertisement

A Haas confirmou nesta quinta-feira o brasileiro Pietro Fittipaldi como piloto reserva e de testes na Fórmula 1. Integrante do time desde novembro de 2018, o neto do bicampeão mundial Emerson Fittipaldi conduziu nesse período o carro em treinos e em simulador. A partir de agora ele trabalhará com a equipe também nos GPs ao longo da temporada de 2020, além de compromissos em eventos.

Adiamento da Olimpíada ajuda brasileiros pegos no doping, lesionados e novatos

A mudança da data dos Jogos de Tóquio fez alguns atletas brasileiros recuperarem a...

Goleiro turco adversário do Brasil na Copa de 2002 é diagnosticado com covid-19

Rustu Recber, goleiro da seleção turca, que enfrentou e perdeu duas vezes para o...

Estádio de final da Liga dos Campeões vira hospital contra o coronavírus

O Millennium Stadium, ou Principality Stadium, será mais um estádio de futebol que vai...

Além dos treinos da Fórmula 1, Pietro Fittipaldi participou nos últimos anos algumas das maiores categorias do mundo como a DTM, Fórmula Indy e WEC (Mundial de Endurance). Em 2017, ele foi o campeão da World Series. A escuderia pretendia fazer o anúncio sobre o piloto semanas atrás, antes do GP do Austrália, mas cancelou a ideia porque a prova acabou desmarcada de última hora para evitar a pandemia do novo coronavírus.

O chefe da escuderia, Guenther Steiner, elogiou o brasileiro e ressaltou a importância dele para os resultados da escuderia nesta temporada. “Estamos felizes em continuar a oferecer a ele mais oportunidades de expandir essa relação com o time em 2020 assim que todos pudermos retomar os trabalhos. Pietro vai continuar nos dando opiniões significantes para o nosso programa de corrida apoiando Romain (Grosjean) e Kevin (Magnussen) e todo time de engenharia”, afirmou.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

O brasileiro terá como colega na função de piloto reserva o suíço Louis Delétraz. “Você nunca para de aprender na F1, seja em horas no simulador, seja fisicamente atrás do volante no carro na pista, algo que fiz muito com a Haas, acumulando mais de 2 mil quilômetros em testes. É gratificante poder ter essas duas experiências e estar associado a um time que conquistou tanto no esporte em tão pouco tempo”, disse.

Além de Pietro Fittipaldi, outro brasileiro que está perto do conseguir uma vaga futura na Fórmula 1 é o mineiro Sérgio Sette Câmara. O piloto esteve no posto de reserva da McLaren e neste ano assinou para assumir o mesmo posto pela Red Bull.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement