Esporte Regional

Piloto do Sul do ES, revelação do kart, lamenta falta de patrocínio para disputar o Estadual

COMPARTILHE
Arquivo pessoal
809
Advertisement
Advertisement

Neste sábado (15) começa o Campeonato Capixaba de Kart 2020 e o Sul do Espirito Santo pode ficar sem o seu único representante nas pistas. O piloto cachoeirense Pedro Sá, 14 anos, campeão estadual, ainda não conseguiu obter a quantidade necessária de patrocinadores para a temporada 2020, por isso corre o sério risco de, pela primeira vez desde o início de sua carreira em 2018, não conseguir disputar todo o campeonato estadual de kart.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Pedro é um dos contemplados do Programa “Nosso Esporte”, da prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, com um auxílio que, de acordo com o seu pai, Paulo Sá, ajuda bastante mas não cobre totalmente os valores necessários para o kartismo, por isso, ele precisa ter outros patrocinadores.

Apesar de ter sido campeão estadual em 2018 na “Sprinter Jr”, campeão “Rookie” (estreante) na “Sprinter Graduados” (entre pilotos adultos) em 2019 e ter subido no pódio nas “150 Milhas de Kart do ES” ao terminar a prova na 5ª colocação, Pedro, até agora, só conseguiu captar 20% dos patrocínios necessários para poder participar de toda a temporada.

Continua depois da publicidade

“O kartismo é uma mini Fórmula 1, pois nós brigamos por décimos, centésimos e milésimos de segundo, por isso nosso equipamento precisa ser atualizado e estar muito bem ajustado. Ter o Bolsa Atleta da prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim e o patrocínio da Casa Rohr (empresa de Rio Novo do Sul) me ajuda bastante, mas eu preciso ter mais patrocinadores para poder pagar todos os custos desta temporada”, lamenta o jovem piloto.

O pai do piloto explica que, nas competições oficiais, o kartismo requer um alto rendimento tanto do piloto quanto de seu kart e, para se manter competitivo, é preciso que o piloto invista desde sua preparação física até seus equipamentos de segurança pessoal e de competição, sendo necessário um valor mais alto do que a maior parte dos demais esportes. “Patrocínio: essa é a principal dificuldade dos pilotos brasileiros no automobilismo estadual nacional e até mundial. Se um bom piloto nasce em uma família rica – como foi o caso de Ayrton Senna – ele tem tudo para ter sucesso, mas quando isso não acontece, geralmente ele é obrigado a desistir e o Brasil acaba por perder grandes promessas nas pistas”, lembra Paulo.

Para quem deseja de alguma forma contribuir para a carreira do jovem piloto, basta entrar em contato pelos seguintes canais: Facebook e Instagram: @pedrosakart44. Telefones: (28) 99973-8643 (Whatsapp) e 99953-0044.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Quem quiser ajudar Pedro a disputar o Estadual de Kart, as cotas de patrocínio podem ser adquiridas a partir de R$ 200,00/mensais e ainda há espaços publicitários disponíveis para colocação de logomarcas em seu boné, camisa, capacete, macacão e kart.

Quem é Pedro Sá

Próximo de completar 15 anos, Pedro Sá – que começou a correr de kart aos 12 anos – já acumula conquistas significativas no esporte.
2017 – Com 12 anos de idade, abandona os carrinhos de rolimã e começa a correr de kart em um campeonato amador no Sul do Estado, obtendo sua primeira vitória já na quinta corrida disputada e é convidado por uma equipe do kartódromo para correr o Campeonato (oficial) Estadual no ano seguinte.
2018 – Já na sua temporada de estreia, com 13 anos, vence quatro das seis etapas disputadas e sagra-se campeão na categoria Sprinter Júnior, com motores 2T de 125cc com 75% de potência.
2019 – Por ter sido campeão no ano anterior, pôde optar mudar de categoria e escolheu ir para a Sprinter Graduados – a mais veloz do ES, com motores 2T de 125cc com 100% de potência e entre pilotos adultos, onde terminou o ano na 6ª colocação geral sagrando-se Campeão “Rookie” 2019 (estreante) na categoria aos 14 anos.
2019 – Em dezembro, após o término do CCK, disputou as “150 Milhas de Kart do ES” que é a prova de revezamento e resistência mais famosa do ES e após 265 voltas e 4 horas de corrida, a jovem dupla Pedro Sá/João Sartório, com 14 e 13 anos respectivamente, subiu no pódio ao completar a prova na 5ª colocação (P5), após disputa contra outras 10 duplas adultas.

TEMPORADA 2020

Em 2020, Pedro Sá pretende disputar a categoria F-4 Cup – com motores 4T de 13Hp e entre pilotos adultos – pois essa é a categoria que terá a maior quantidade de pilotos, fazendo com que as corridas sejam extremamente disputadas.

“Na categoria F-4 Cup, o kart é até 3 segundos mais lento porém eles andam mais juntos porque os pilotos dominam mais os seus motores. Já os pneus escorregam muito pois são ‘duros’ (pneu Laranja) e não grudam tanto asfalto pois duram 120 voltas. Já os que eu usava em 2018 e 2019 eram ‘macios’ (pneu Vermelho) e grudavam muito no asfalto pois duravam somente 40 voltas. Por todas estas novidades, correr o CCK 2020 em uma nova categoria (F4 Cup) e entre 20 pilotos adultos, eu vou aprender novas técnicas e ganharei mais experiência como piloto!” – explica Pedro Sá.

Mesmo não tendo todo os patrocínios necessários, os pais de Pedro Sá optaram por mantê-lo nas pistas para não interromper seu desenvolvimento como piloto. “Pedro tem apresentado um rendimento surpreendente, mesmo tendo apenas 3 anos de kartismo. Em 2018 e 2019, mesmo sem ter equipamentos ‘top’ de linha como tinham os demais pilotos, ele conseguiu ser campeão geral em 2018 e campeão ‘Rookie’ (estreante) em 2019. Para 2020 – pela falta dos patrocínios – a marca de chassis que será utilizado não será o ideal para a categoria F4 Cup, mas acreditamos na capacidade de superação de Pedro para correr ‘com a faca entre os dentes’ e ‘tirar no braço’ essa inferioridade no equipamento!” , afirma o pai de Pedro Sá.

Quando perguntado sobre a sua expectativa para a temporada 2020, Pedro responde com um misto de respeito, humildade e ousadia: “Eu vou correr contra grandes pilotos e vou usar motor e pneus que nunca usei na vida mas vou partir pra cima…e se ‘der mole’ eu vou passar, né?” – afirmou Pedro com um sorriso maroto no rosto, sinal de que – se conseguir participar – vai dar trabalho na pista em 2020.

 

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.