Cidades

Defesa Civil de Guaçuí alerta para áreas com risco de deslizamentos e fake news sobre transbordamento de rio

COMPARTILHE
1016
Advertisement
Advertisement

Diante do alerta de chuvas intensas emitidos por institutos de meteorologia e devido a informações que estão sendo veiculadas nas redes sociais sobre o nível do rio que corta a cidade, a Defesa Civil de Guaçuí divulgou uma nota de esclarecimento sobre a situação no município. De acordo com o órgão, até a tarde desta quinta-feira (13), o Rio Veado não apresenta riscos de transbordar.

Muqui deve receber 50 mil foliões para curtir o tradicional Festival do Boi Pintadinho

Considerado o evento folclórico mais tradicional do Espírito Santo, o Festival do Boi Pintadinho...

Carnaval Anchieta: bloqueios e fiscalização reforçada para segurança dos moradores e turistas

Para garantir a segurança dos foliões e moradores durante o carnaval 2020, a Prefeitura...

Conheça os roteiros de Anchieta para curtir o Carnaval com tranquilidade

Para quem prefere passar o feriado de carnaval mais tranquilo, Anchieta, no Sul do...

A Defesa Civil esclarece que ainda existe grande margem para o nível de alerta, mas está em atenção, já que a chuva não para e a terra está muito molhada, havendo alto risco de deslizamentos em alguns pontos do município.

A orientação é que as pessoas que se encontram em áreas de risco, próximas a ribanceiras e barrancos, que fiquem atentas a qualquer movimentação anormal de terra, ou rachaduras e até mesmo estalos. No caso de qualquer anormalidade, a Defesa Civil de Guaçuí deve ser acionada pelo telefone (28) 3553-3313 ou 3050, ou o Corpo de Bombeiros pelo número 193.

Advertisement

Fake news

Continua depois da publicidade

A Defesa Civil pede, ainda, que as pessoas não repassem informações vindas de fontes duvidosas, ou seja, que não sejam de comunicações oficiais do órgão ou dos Bombeiros, porque informações falsas podem provocar ainda mais angústia e ansiedade nas populações dos municípios que ficam em altitude abaixo de Guaçuí. “Repassar tais informações só atrapalham o trabalho e ainda pode provocar pânico desnecessário nessas cidades e até prejudicar a saúde de alguma pessoa. É preciso ter responsabilidade com qualquer informação, porque é coisa séria”, diz o comunicada da entidade..

Ainda segundo a Defesa Civil, nas últimas 24 horas o acumulado de chuvas no município foi 59,34 milímetros. O mais alto da região, mas o que determina cheias em Guaçuí são as chuvas nas cabeceiras, principalmente, em Divino de São Lourenço, onde a chuva está sendo menor e a situação está normal.

Depois de Guaçuí, os maiores acumulados, nas últimas 24 horas, foram registrados em Bom Jesus do Norte (53,20 mm), Apiacá (45 mm), Mimoso do Sul (34,20 mm), Irupi (32,60 mm) e Ibitirama (30,60 mm), de acordo com os pluviômetros do Cemaden. Nada parecido com o que aconteceu no final de janeiro até agora.

 

Advertisement

Advertisement