Política Nacional

Poder Judiciário está sendo sufocado, diz desembargador

COMPARTILHE
12
Advertisement
Advertisement

O desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, avalia que o Judiciário tem de ter voz no meio político. Para ele, o Poder Judiciário está sendo sufocado. Alves da Rocha foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) – criado com a meta de atuar na defesa do Poder Judiciário, especialmente sua autonomia e independência.

'Ideia de levar pleito para 2022 é absurda. Não vejo sentido', diz Jairo Nicolau

Com o avanço do número de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil e...

Eventual 'canetada' pode ser derrubada, avaliam juristas

O presidente Jair Bolsonaro afirmou anteontem que pretende liberar o funcionamento do comércio, fechado...

Maioria de tuítes de ato pró-governo veio de robôs

Pelo menos 55% dos tuítes com a hashtag #BolsonaroDay publicados no dia das manifestações...

O Colégio também vai trabalhar em estudos de matérias jurídicas e de questões judiciais com repercussão em mais de um Estado e no intercâmbio de experiências funcionais e administrativas, sempre com foco no aperfeiçoamento da prestação jurisdicional.

O Colégio terá em sua composição apenas desembargadores que estiverem no exercício da Presidência de seus tribunais.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

As informações sobre o Colégio foram detalhadas pela Comunicação Social do Tribunal de Justiça de São Paulo.

A criação do Colégio ocorreu na quinta, 20, na sede do TJ de São Paulo. Participaram da reunião, no Salão Nobre do Palácio da Justiça, representantes de 22 tribunais. Foi eleita a primeira Comissão Administrativa do Colégio. Alves da Rocha é o presidente, O vice é o desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco, que preside o TJ paulista. E o desembargador Fernando Cerqueira Norberto dos Santos, mandatário do Tribunal de Pernambuco, foi escolhido secretário-geral.

Com a criação do Colégio, seus integrantes se desligarão do Conselho dos Tribunais de Justiça do Brasil, composto por presidentes e ex-presidentes de TJs.

Além da Comissão Administrativa, o Codepre contará com a atuação de um Conselho Fiscal e Consultivo, integrado pelos desembargadores Cláudio de Mello Tavares (Tribunal de Justiça do Rio), Ricardo José Roesler (Santa Catarina) e Washington Luis Bezerra de Araújo (Ceará).

A reunião de trabalho dos presidentes dos Tribunais foi conduzida pelo anfitrião, desembargador Pinheiro Franco. “Estamos reunidos para debater ideias e saímos fortalecidos e engrandecidos”, disse o presidente da Corte paulista.

Pepita Rodrigues
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement