Agronegócio Regional

Produtores rurais afetados pelas chuvas vão receber auxílio da Federação de Agricultura e Senar/ES

COMPARTILHE
432
Advertisement
Advertisement

Lavouras e pastos perdidos, terras que se tornaram improdutivas e produtor rural descapitalizado. É este o cenário das áreas rurais do sul do Espírito Santo, mais atingidas pelas fortes chuvas dos últimos dias. Para mudar essa realidade, a Federação da Agricultura e Pecuária do Espírito Santo (Faes), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Estado (Senar/ES) e os Sindicatos Rurais vão levar Assistência Técnica e Gerencial até mil produtores gratuitamente.

Casagrande anuncia diferimento do ICMS nas importações de milho para produtores capixabas

O Governo do Estado anunciou, nesta quarta-feira (3), a concessão do diferimento do ICMS...

Saiba como o modo de coar o café pode estar prejudicando sua saúde

Os primeiros pés de café foram plantados no Brasil em 1727 vindos da Guiana...

“Póde Mulheres”: elas protagonizam no agro capixaba

A mulherada protagoniza duas iniciativas empreendedoras no agro capixaba. Em Muqui, o Núcleo Feminino...

Por 2 anos e 4 meses um técnico de campo visitará mensalmente as propriedades para auxiliar na recuperação e minimizar os prejuízos das famílias que tiveram sua produção afetada. Para fazer os atendimentos de forma mais assertiva, o Sistema Faes, Senar-ES, Sindicatos Rurais fará um levantamento das perdas e danos da produção rural das regiões atingidas pelo desastre climático a fim de definir quais propriedades serão atendidas pelo programa.

“Assim que as propriedades tiverem seus acessos restabelecidos, pois muitas ainda estão em áreas isoladas, vamos realizar esse levantamento e começar os atendimentos da Assistência Técnica e Gerencial, para que os produtores se recuperem a curto e médio prazo. Eles precisam de soluções imediatas e concretas que o ajudem a reerguer suas lavouras, pastos e suas finanças”, explica a superintendente do Senar-ES, Letícia Toniato Simões.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Ainda não há como mensurar todas as perdas na agricultura e pecuária das regiões, mas por se tratar de municípios essencialmente agrícolas, tendo a agropecuária grande representatividade econômica, os prejuízos são consideráveis.

“A tendência da sociedade é ajudar primeiro a área urbana, mas precisamos também olhar para nossos produtores rurais, que sustentam a economia dos municípios atingidos. Suas propriedades são um laboratório a céu aberto de alto risco, sempre à mercê das intempéries climáticas. Devastada, sua produção leva anos para se recuperar”, disse Letícia.

Uma iniciativa semelhante foi realizada em 2017, à época da crise hídrica e do rompimento da barragem de Mariana (MG). O Sistema Faes / Senar-ES ofereceu Assistência Técnica e Gerencial para 600 produtores rurais da região da Bacia do Rio Doce, em convênio com o Sebrae/ES.

“Os produtores assistidos alcançaram resultados econômicos e sociais crescentes. Frente à necessidade da região estendemos o prazo de 2 anos e 4 meses de Assistência Técnica e Gerencial para mais um ano e hoje 380 propriedades ainda recebem atendimento”, revelou Letícia.

Advertisement

Arrecadação de donativos

A Faes, com apoio dos Sindicatos Rurais, está monitorando a situação das regiões e levando itens essenciais para ajudar neste primeiro momento. Além disso, iniciou uma campanha de arrecadação de donativos, disponibilizando dois pontos de recolhimento na sede da Federação, localizada na Reta da Penha, em Vitória.

“Vejo a necessidade de se pensar em um comitê de planejamento para definir ações como uma linha de crédito especial e a prorrogação de dívidas para os produtores rurais atingidos”, disse o presidente da Faes, Julio Rocha.

O Senar/ES também está planejando o Programa de Saúde do Homem e da Mulher Rural que será realizado em Iconha, Iúna, Ibitirama e Guaçuí ainda este ano. A ação levará atendimentos médicos com urologista, exames de PSA e ginecológicos, vacinação e testes rápidos de sífilis, HIV e hepatite, entre outros.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.