Política Nacional

Ex-deputado constituinte, Theodoro Mendes morre em acidente de carro

COMPARTILHE
29
Advertisement
Advertisement

O político José Theodoro Mendes, de 78 anos, ex-prefeito de Sorocaba e ex-deputado constituinte, morreu na tarde desta sexta-feira, 24, após sofrer um acidente de carro, no km 84 da rodovia Raposo Tavares.

'Ataques às instituições não serão tolerados', dizem procuradores a Bolsonaro

Os presidentes das associações dos procuradores da República e dos procuradores do Trabalho reagiram,...

'Lesa democracia, lesa liberdade', reage Mariz a vídeo de Bolsonaro

O advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, que ostenta meio século de atuação nos...

Deputados apresentam Projeto de Lei para manter emissão da carteirinha digital

Após a Medida Provisória (MP) da carteirinha digital perder a validade, os deputados federais...

Mendes dirigia seu veículo em direção à cidade de Alumínio, quando colidiu com outro carro em trecho de pista simples da rodovia. Um helicóptero da Polícia Militar transportou o político ferido ao hospital, mas ele não resistiu. A rádio Band FM, do qual Mendes detinha a concessão, anunciou sua morte.

O político do MDB, que era partido de oposição ao governo militar da época, iniciou a carreira em 1972, quando foi eleito à Câmara de Sorocaba. Em novembro do ano seguinte, Theodoro elegeu-se deputado federal com votação expressiva, assumindo em 1974.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

Em 1976, venceu as eleições para a prefeitura da cidade e deixou sua marca, construindo o novo centro administrativo – inclusive o atual Palácio dos Tropeiros, sede da prefeitura. Em 1979, com o fim do bipartidarismo (Arena/MDB), filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e, em 1982, elegeu-se novamente deputado federal.

Em abril de 1984, Mendes votou favoravelmente à emenda Dante de Oliveira – que pretendia restabelecer as eleições diretas no País. Em janeiro, deu seu voto a Tancredo Neves no Colégio Eleitoral.

Na Câmara, Theodoro presidiu a Comissão de Constituição e Justiça. Reeleito em 1986, já no ano seguinte participou dos trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte, que resultaram na Constituição de 1988. Depois de não conseguir nova eleição como deputado, Theodoro Mendes voltou a concorrer à prefeitura de Sorocaba, em 1996, mas foi derrotado e deixou a política.

Antes da carreira política, Mendes foi promotor público. Ele atuou também como radialista e advogado. A prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho (PDT), decretou luto oficial por três dias. As bandeiras da prefeitura e da Câmara foram hasteadas a meio mastro. O corpo do político foi levado para necropsia no Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba. O local do velório ainda não estava definido.

José Maria Tomazela
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement