Geral

PM de SP reforça policiamento nas divisas e em rodovias após fuga no Paraguai

COMPARTILHE
11
Advertisement
Advertisement

A Polícia Militar do Estado de São Paulo informou ter reforçado o policiamento com atenção especial para as divisas e para as rodovias após a fuga de 75 presos de uma cadeia em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. A corporação disse que foram deflagradas operações em todo o Estado “com grande contingente operacional”.

PF e PM do Espírito Santo prendem suspeitos de assassinar brasileira nos EUA

Agentes da Polícia Federal e da Polícia Militar do Espírito Santo prenderam neste sábado,...

SP tem segundo dia de desfiles de escolas de samba neste sábado

O sambódromo do Anhembi, na zona norte de São Paulo, recebe na noite deste...

Família em viagem é baleada dentro do carro na baixada fluminense

Uma família foi baleada na madrugada deste sábado, 22, no município de Duque de...

A ação conta com reforço do policiamento da força tática, do policiamento de choque, dos batalhões de ações especiais (Baep), além de helicópteros e drones para monitoramento. “Por meio de uma ação integrada, a Polícia Militar está dedicando atenção total. Hoje (segunda-feira, 20), por exemplo, mais de 13 mil policiais e de 6 mil viaturas estão dedicados à operação e o efetivo será ainda mais reforçado nas próximas horas”, informou a PM.

Setenta e cinco presos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) fugiram neste domingo, 19, da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, próximo à fronteira com o Brasil. Um túnel foi encontrado no local, embora o governo acredite que parte dos criminosos tenha escapado pela porta da frente com a cumplicidade de funcionários do presídio.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

O Ministério da Justiça do Brasil afirmou neste domingo que o grupo de fugitivos era composto por 40 brasileiros e 35 paraguaios. Em entrevista coletiva, a ministra da Justiça do país, Cecilia Pérez, ressaltou que o ministério denunciou em dezembro a existência de um plano de “fuga ou resgate” do PCC, pelo qual agentes penitenciários receberiam US$ 80 mil pela liberdade de líderes da facção.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement