Saúde

Setenta municípios do ES receberão dinheiro extra por terem atingido metas de vacinação

COMPARTILHE
276
Advertisement
Advertisement

Por terem atingido mais de 95% de cobertura vacinal contra o sarampo, na primeira etapa de vacinação, 70 municípios capixabas vão receber 50% dos repasses do Ministério da Saúde (MS). Os demais 50% do dinheiro serão liberados se alguns critérios, como a informação de estoque da tríplice viral, pólio e penta, forem encaminhados à Secretaria de Saúde e ao MS.

Continua depois da publicidade

Os dez municípios do Espírito Santo que alcançaram os maiores resultados de vacinação na campanha foram Dores do Rio Preto, Laranja da Terra, Rio Bananal, São Roque do Canaã, Marilândia, Bom Jesus do Norte, Itarana, Vila Pavão, Jerônimo Monteiro e Pedro Canário. Com esse resultado, o Estado ficou em primeiro lugar no país em relação aos repasses arrecadados.

Somando os 50% do recurso inicial com valor do resultado final, os municípios capixabas conseguiram arrecadar R$ 3.782.553,25, do incentivo financeiro federal. Os recursos são oriundos do Fundo Nacional de Saúde (FNS) e serão enviados aos fundos de saúde dos municípios em caráter excepcional. Essa é a primeira vez que o Ministério da Saúde realiza repasses financeiros, a partir da meta alcançada numa campanha de vacinação.

Esse repasse federal aconteceu após o Ministério da Saúde publicar a Portaria GM nº 2.722, em 15 de outubro de 2019, que estabelece o incentivo financeiro para a implementação e fortalecimento das ações de ampliação da cobertura vacinal da Tríplice Viral e de prevenção, controle do surto e interrupção da cadeia de transmissão do sarampo e outros agravos imunopreveníveis. Este incentivo se refere ao alcance de metas estabelecidas para a primeira dose da vacina tríplice viral, na população de 01 ano a 01 ano, 11 meses e 29 dias.

Continua depois da publicidade

Com informações da Secretaria de Estado da Saúde

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: (28) 3521-7726, [email protected].