Política

Deputada Drª Soraya Manato vota contra o aumento do Fundo Eleitoral

COMPARTILHE
181
Advertisement
Advertisement

Na última quarta-feira (4), em reunião na Comissão Mista do Orçamento (CMO), na Câmara dos Deputados, a deputada federal Drª Soraya Manato (PSL-ES) foi uma das cinco parlamentares a votar contra o aumento do Fundo Especial para Financiamento de Campanha, conhecido como fundo eleitoral.

STF deu aval a pensões de ‘solteiras’ em 265 decisões

Ao longo dos últimos quatro anos, o Supremo Tribunal Federal (STF) respaldou ao menos...

A ciência que 'engana para o bem' chega à gestão pública

Na véspera do simulado da prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica de...

Reformas tributária e administrativa podem ir juntas ao Congresso

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo, 26, que é preciso aproveitar o tempo...

O fundo eleitoral integra o Orçamento Geral da União (OGU) e é abastecido somente com dinheiro público. Na reunião, a CMO colocou em votação o destaque apresentado pelo partido Novo, para retirar o poder do relator geral de inserir por conta própria uma emenda para aumentar o fundo eleitoral. O PSL, então, solicitou que a votação fosse feita nominalmente, sendo seguido pelo NOVO e pelo Psol.

Desta forma, a deputada Drª Soraya Manato votou sim, para que a emenda não possibilitasse ao relator geral alocar recursos no fundo especial de financiamento de campanha por emenda própria, sendo assim, contrária ao aumento deste fundo.

Advertisement
Continua depois da publicidade

“Infelizmente, a maioria dos deputados, votou não, aprovando o relatório que aumentará o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões para R$ 3,8 bilhões. Esse dinheiro poderia ser empregado nas áreas da saúde, educação e infraestrutura, tão necessitadas de investimentos. Seria empregado em benefício do povo brasileiro”, declarou a deputada.

Para virar lei, contudo, o texto ainda precisa ser aprovado pelo plenário do Congresso. “Continuarei votando contra esse abuso do uso indevido do dinheiro público. Quem quiser fazer campanha política, que use o seu próprio dinheiro”, finalizou Drª Soraya Manato.

É necessário ressaltar que, quem votou “NÃO” foi favorável ao aumento do fundo eleitoral e quem votou SIM, foi contrário.

Advertisement

Advertisement
Publicidade