Política Regional

CPI cobra informações sobre obra na orla de Piúma

COMPARTILHE
279
Advertisement
Advertisement

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a paralisação de obras no Estado se reuniu nesta segunda-feira (16) para tratar da recuperação da orla do município de Piúma. A reunião foi presidida pelo deputado Marcelo Santos (PDT) e contou com a presença do deputado Alexandre Xambinho (Rede). O colegiado solicitou à Mississipi Empreendimentos, empresa responsável pela obra, resposta escrita sobre os motivos para o não cumprimento do cronograma de trabalho.

Prefeita explica verdadeira situação do Fundo de Previdência em Guaçuí

A prefeita de Guaçuí, Vera Costa, gravou e divulgou um vídeo para explicar, aos...

Presidente da Ales, deputado Erick Musso, participa de lançamento do Plano Estratégico Minas Gerais e Espírito Santo

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso, participou nesta segunda-feira (17), na Federação...

Presidente da Subseção da OAB em Guaçuí assume como membro de comissão eleitoral do Conselho Federal

O presidente da Subseção da OAB-ES em Guaçuí, Luiz Bernard Moulin, assumiu como membro...

Além das informações sobre o cronograma de trabalho, a CPI solicitou também que a empresa explique de quem é a responsabilidade da obtenção de licenças e quais documentos estão pendentes para a execução da obra.

Os representantes da empresa Mississipi Empreendimentos LTDA. estiveram presente na reunião, mas não se pronunciaram. O presidente da empresa, Selvi José Carboni, e o diretor José Guilherme Ferreira da Cruz se comprometeram a entregar a documentação até quinta-feira (19).

Advertisement
Continua depois da publicidade

De acordo com o deputado Marcelo Santos, a obra praticamente não começou. “O convênio foi firmado e a ordem de serviço foi dada, mas não tivemos muitos avanços. Isso gerou uma demanda por parte da população. Vale o registro de que é uma obra muito importante porque o mar avançou na avenida principal do município, gerando impactos para o setor hoteleiro e para o turismo”, explicou o parlamentar.

Veja as fotos da reunião da CPI

Entenda

No primeiro semestre deste ano, o governo do Estado assinou um convênio com a Prefeitura de Piúma para a recuperação da orla do município. O projeto inclui a construção de um muro de contenção e a recuperação de calçadas e ciclovia da Avenida Prefeito José de Vargas Scherer, conhecida como Avenida Beira Mar. O orçamento inicial dessa obra era de pouco mais de R$ 4,6 milhões.

Advertisement

O edital de concorrência pública para contratar a empresa para construção do muro de contenção e recuperação das calcadas e ciclovias foi lançado do mês de maio pela Prefeitura de Piúma. O prazo de execução seria de nove meses a partir da assinatura da ordem de serviço, que é, na prática, a autorização para o início das obras.

Quatro empresas participaram do processo de licitação e a vencedora foi a Mississipi Empreendimentos LTDA, com o valor de R$ 3,5 milhões. A ordem de serviço foi assinada no mês de agosto.

Advertisement