Segurança

Pronto-socorro nega envio de ambulância e idoso morre em Jerônimo Monteiro

COMPARTILHE
4262
Advertisement
Advertisement

A omissão de um atendimento com serviço de ambulância acabou resultando na morte de Jorge Júlio Luiz, 61 anos, em Jerônimo Monteiro. O fato aconteceu por volta das 2h, neste sábado (16), na zona rural de São Bento, quando a vítima estava sentindo muita falta de ar.

Vídeo: caminhão com granito tomba e motorista fica preso às ferragens em Cachoeiro

Um grave acidente próximo à localidade de Duas Barras, na Rodovia Fued Nemer, que...

Mãe e filha pagaram R$ 1,5 mil para pistoleiros darem 'susto' em agricultora morta em Vargem Alta

Sulamita Almeida e sua filha Flávia Almeida, suspeitas de serem as mandantes da morte...

Criminoso é esfaqueado durante tentativa de assalto em Cachoeiro 

Um criminoso foi esfaqueado na manhã desta sexta-feira (13), no trevo do bairro BNH,...

De acordo com a Polícia Militar, familiares foram até o pronto socorro solicitar que uma ambulância buscasse o idoso em sua residência e teve o pedido negado para o paciente. O enfermeiro plantonista teria informado aos familiares que não teria com disponibilizar a ambulância para tal socorro.

A família então acionou os militares, que ao chegar ao pronto socorro solicitar foram informados que a remoção do paciente até o hospital não poderia ser feita e que existe uma determinação para que a ambulância do pronto atendimento não seja usada nesses casos. Ainda, de acordo com a PM, o enfermeiro apresentou para os policiais uma tabela com os números de ambulâncias da prefeitura de Jeronimo Monteiro para realizar o atendimento.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Após o contato telefônico dos policiais, a prefeitura imediatamente enviou uma ambulância para prestar o atendimento de transporte para o paciente, lavando Jorge para o pronto socorro. Porém, a vítima já chegou sem vida ao pronto socorro.

Diante da passagem de Jorge, a família não quis prosseguir para a Delegacia de Alegre.

 

Resposta do pronto-socorro

Advertisement

A direção da Unidade Integrada de Jerônimo Monteiro, coordenada pela Secretaria de Estado de Saúde (SESA), informa que um familiar e um vizinho do paciente estiveram no pronto-socorro da unidade na madrugada deste sábado (16), solicitando uma ambulância até a residência, mas informaram que o homem já estava sem seus sinais vitais, por isso não o levaram de carro até o local.

Informa ainda que a orientação dada pelos profissionais da unidade foi de que, nessa situação, deveriam acionar a Polícia Militar para constatar se havia sinais de violência contra a pessoa. A Polícia Militar foi acionada e esteve no local, onde constatou não haver sinais de violência e que o homem não apresentava sinais de vida. A própria PM acionou a ambulância da prefeitura, que realizou a remoção de Jorge Júlio Luiz.

No hospital, um médico constatou o óbito. Por volta das 6h, uma empresa de transporte funerário realizou a remoção do corpo para o Serviço de Verificação de Óbito (SVO), onde será constatado as causas da morte.

A direção da Unidade Integrada de Jerônimo Monteiro esclarece que em casos de atendimento domiciliar, a população deve entrar em contato com a prefeitura para o envio da ambulância pelo município. A escala de plantão fica no pronto-socorro e com a Polícia Militar. Esclarece ainda que, em casos de acidentes, o hospital pode ser acionado para o envio da unidade móvel de atendimento para o resgate às vítimas, caso o Corpo de Bombeiros não possa prestar o atendimento em tempo menor e, caso a mesma não esteja disponível, a ambulância da prefeitura é enviada com a equipe médica do hospital.

Advertisement
Publicidade