Cidades

Interditada desde fevereiro, Ponte do Aésion é liberada para tráfego de veículos em Guaçuí

COMPARTILHE
Divulgação
541
Advertisement
Advertisement

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) liberou, nesta sexta-feira (29), o tráfego de veículos na Ponte do Aésion, localizada na BR 482, em Guaçuí, no trevo que dá acesso a Dores do Rio Preto. A ponte estava interditada desde o dia 25 de fevereiro, com problemas na estrutura de uma viga de sustentação.

Ônibus voltam a circular nesta segunda (27) em Cachoeiro

O transporte coletivo de Cachoeiro de Itapemirim volta a funcionar nesta segunda-feira (27), após...

Abastecimento de água deve ser normalizado nos próximos três dias em Cachoeiro, diz BRK

O gerente de operacional da BRK, Jocimar de Assis, informou que o abastecimento em...

Imagens mostram cenário de destruição após enchente em Cachoeiro

Imagens feitas na tarde deste domingo (26) mostram cenário de destruição após enchente em...

Desde esse dia o órgão federal contou com o apoio das equipes da Prefeitura de Guaçuí para que o tráfego não fosse totalmente interrompido e para a realização da obra de recuperação. As equipes da Secretaria Municipal de Obras, Infraestrutura e Serviços Públicos (Semoisp), da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Semag) e Defesa Civil Municipal atuaram em apoio ao Dnit, desde o bloqueio do tráfego pela ponte interditada, passando pela abertura e melhoria do desvio – que permitiu a não paralisação do trânsito – até a abertura e preparação da área onde foi montada a ponte provisória de aço do Batalhão de Engenharia do Exército, ao lado da Ponte interditada, o que possibilitou o fluxo de veículos pelo local. Antes, o tráfego passou por um desvio, dentro da cidade, o que trouxe muitos transtornos para o município e seus moradores.

Por isso, a prefeita Vera Costa esteve todo o tempo trabalhando para uma solução rápida da situação, colocando equipamentos e servidores à disposição e mediando a possibilidade dos militares do Exército ficarem instalados na Companhia do Corpo de Bombeiros de Guaçuí (o que aconteceu). Além da Prefeitura ter se comprometido com algumas despesas de alimentação para a permanência dos militares no município. “Fizemos o que estava ao nosso alcance para que uma solução rápida se concretizasse e agora a ponte está pronta o que é muito importante para os cidadãos de Guaçuí e da região”, afirma a prefeita.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Agora, a Prefeitura vai providenciar o seu carro pipa para fazer a limpeza da ponte que ainda está com muita terra e lama, da obra e das chuvas. Enquanto o Exército já iniciou a desmontagem da sua ponte provisória.

Conforme informações do Dnit, a obra foi concluída e entregue oficialmente nesta quarta-feira (27). A ponte foi recapeada, reposicionada e feito o “escoramento provisorio” que leva este nome por se tratar de uma estrutura mista, de concreto e metal. A estimativa é que este tipo de serviço dure uma média de cinco anos e, depois disso, pode precisar de outra obra. Contudo, a empresa responsável garante que a ponte está com a mesma estabilidade que tinha antes dos problemas na estrutura. Além disso, para mais segurança da estrutura, as outras três colunas de sustentação também foram reforçadas.

 

 

Advertisement

Advertisement
Publicidade