Política Regional

Casagrande assina acordo de cooperação para intercâmbio entre ES e cidade de Braga

COMPARTILHE
Fotos: Giovani Pagotto/Governo-ES
125

O governador do Estado, Renato Casagrande, ao lado do presidente da Câmara Municipal de Braga (equivalente a prefeito no Brasil), Ricardo Rio, assinaram, na tarde desta segunda-feira (4), o acordo de cooperação com o município, situado na região Norte de Portugal. O termo tem o objetivo de promover o intercâmbio entre a cidade e o Espírito Santo, por meio do desenvolvimento científico, inovação tecnológica, empreendedorismo, cultura e turismo.

Câmara de Marataízes aprova e caberá a Tininho dar aumento nos salários de vereadores, prefeito e vice

Em tempo recorde a Câmara Municipal de Marataízes votou e aprovou na noite desta...

Marataízes: reajuste salarial de vereadores, prefeito e vice terá impacto de R$ 3,2 milhões aos cofres públicos

Se a proposta de reajuste salarial dos salários dos vereadores, prefeito e vice for...

Assembleia Legislativa do ES aprova reajuste de 3,5% para servidores estaduais

Os deputados capixabas aprovaram na sessão ordinária desta segunda-feira (9), projetos de lei (PLs)...

Para Casagrande, o Espírito Santo espera se tornar referência em inovação como é a cidade de Braga. “Queremos estreitar nossa ralação com Braga e com essa região de Portugal. Tem um componente em Portugal interessante, que é nossa diretriz de Governo, que é um trabalho ligado à inovação. Será uma marca em nossa gestão e Portugal deu um salto qualitativo nessa área. E inovação está ligada ao turismo, à cultura e criatividade. E a cidade de Braga avançou muito nesses quesitos. Podemos usar muito o que Braga já avançou. A cidade está em sintonia com o que estamos fazendo em nosso Estado”, ponderou o governador.

Ricardo Rio afirmou que o momento é de pôr em prática as ações do acordo e divulgar o Espírito Santo em Portugal. “Que esse acordo se traduza em ações concretas, elaborando projetos que valorizem nossos territórios e nossos cidadãos. Que tenhamos um laço importante a partir de hoje com o Espírito Santo”, comentou.

Continua depois da publicidade

O acordo tem duração de três anos e entra em vigor a partir de sua assinatura. O Termo não implica em transferência de recursos financeiros entre o Governo do Espírito Santo e a Prefeitura de Braga e o objetivo central é o intercâmbio de informações. A gestão do termo será realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti), e pela Prefeitura de Braga.

Para a secretária de Estado da Ciência e Tecnologia, Cristina Engel, o acordo de cooperação terá foco maior nas áreas do turismo religioso e do empreendedorismo, já que Braga é considerada uma das cidades mais visitadas em Portugal devido a esse segmento de turismo, o que resulta em bons exemplos que podem ser aprendidos.

“Nós queremos, a partir dessa assinatura, incrementar várias áreas capixabas. Queremos manter e fortalecer a nossa cultura e, cada vez mais, potencializar o que nós temos de positivo como o turismo, mas sem deixar de lado o empreendedorismo e o incentivo à tecnologia. Queremos aprender como a Prefeitura de Braga trabalhou para chegar ao patamar atual, para podermos aplicar as estratégias adotadas no Espírito Santo”, afirmou.

Cristina Engel ainda destacou as facilidades que o termo de cooperação vai trazer para o alcance dessas metas no Estado: “O acordo está relacionado em possibilitar esse intercâmbio de informações e, a partir disso, facilitar esse diálogo entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Braga, para que a gente possa cada vez mais intercambiar esse conhecimento”, comentou.

De acordo com a secretária Cristina Engel, os próximos passos ainda estão sendo planejados, mas o Governo do Estado já deve estreitar a relação entre as secretarias de Turismo (Setur) e da Cultura (Secult) com a Prefeitura de Braga.

Visita a institutos

O governador Casagrande e a comitiva do Governo do Estado também visitaram duas empresas de inovação em Braga. A Startup Braga, referência em incubação de startups, e INL – Instituto de Nanotecnologia.

A comitiva do Governo do Estado é composta pelo governador Renato Casagrande; o secretário de Governo, Tyago Hoffman; a secretária de Estado da Ciência e Tecnologia, Cristina Engel; e o diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), Denio Rebello. Também participou o deputado federal e membro da comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados, Ted Conti.

ara conquistar um bom desempenho no setor de pecuária de corte é fundamental que o empresário tenha visão crítica frente aos fatores que afetam o desempenho dos animais e o resultado econômico da atividade. O pecuarista Danilo Bizze apostou na melhora genética de sua pequena criação de bovinos para corte com recursos do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).

Publicidade