Cidades

Cachoeiro facilita venda de produtos de agroindústrias para todo o ES

COMPARTILHE
78
Advertisement
Advertisement

As agroindústrias de Cachoeiro de Itapemirim agora podem solicitar, no próprio município, a autorização para comercializarem produtos de origem animal em todo o território capixaba.

Capixaba será indenizado em R$ 5 mil após ter sido caluniado por ex de sua esposa 

​Um homem que alegou ter sofrido danos morais em virtude de calúnia feita pelo...

Hospitais do ES não podem recusar internação de pacientes idosos, alerta Ministério Público

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de...

Praça Gilberto Machado, em Cachoeiro, ganha visual novo

A praça Gilberto Machado, localizada no bairro de mesmo nome, é mais uma área...

Isso passou a ser possível, nesta semana, quando o Serviço de Inspeção Municipal (SIM) cachoeirense foi reconhecido como equivalente ao Serviço Estadual de Inspeção Agroindustrial de Pequeno Porte (Siapp), pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), efetivando a adesão de Cachoeiro ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar de Pequeno Porte (Susaf-ES).

Essa conquista se deve às ações da Secretaria Municipal de Agricultura e Interior (Semai) para fazer as adequações exigidas pelo SIM, setor responsável pelos procedimentos de registro, inspeção e fiscalização das agroindústrias.

Advertisement
Continua depois da publicidade

“Fizemos todas as adaptações no nosso sistema de inspeção para garantir a equivalência ao sistema estadual. O trabalho começou em março deste ano e contou com três auditorias do Idaf, sendo a última, realizada em outubro, a que atestou a equivalência”, conta o secretário municipal de Agricultura e Interior, Robertson Valladão.

Com isso, as agroindústrias certificadas pelo SIM, que só podem vender seus produtos dentro do município, conseguem solicitar ao setor, também, o selo estadual, que libera a comercialização em qualquer parte do Espírito Santo.

“Isso significa a expansão do mercado consumidor para produtos das nossas agroindústrias, o que incentiva o desenvolvimento desse setor e, logo, a geração de trabalho e renda para famílias do campo. É, também, um forte estímulo à regularização de empreendimentos rurais que ainda operam na informalidade”, destaca Valladão.

O secretário também aponta que a adesão de Cachoeiro ao Susaf-ES beneficia, diretamente, os consumidores. “As adequações feitas no SIM levaram ao aperfeiçoamento dos procedimentos de controle de qualidade desses produtos agroindustriais e isso resulta na oferta de alimentos de origem animal ainda mais saudáveis e seguros para a população”, frisa.

Advertisement

 

Município tem 23 empreendimentos regularizados

De acordo com a Semai, Cachoeiro tem 23 agroindústrias de produtos de origem animal regularizados pela Prefeitura, atualmente. São produtoras de mel, ovos e derivados de carne e leite. Para que possam obter o selo estadual, elas precisam passar por vistorias do SIM, que indicará as adequações necessárias ao Siapp e fará os encaminhamentos junto ao Idaf para a certificação do empreendimento.

Em uma delas, os trabalhos para conquista do selo já começaram. É a Fazenda Coqueiros, da comunidade de Pedra Lisa, no distrito de Pacotuba, que produz queijos, iogurte e ricota.

“Como eu tenho minha produção voltada para venda em mercados e padarias, isso abre um leque de opções para comercialização dos produtos. É mais campo para crescermos. Foi uma conquista muito importante para todas as agroindústrias do município que têm interesse em crescer e se desenvolver”, avalia o responsável pelo empreendimento, Adriano Fim.

Os responsáveis por agroindústrias de produtos de origem animal interessados em conseguir a certificação estadual devem entrar em contato com o Serviço de Inspeção Municipal pelo telefone 3521-1147 ou ir até o setor, que funciona na rua Agripino de Oliveira, 60, bairro Independência. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.