Economia

Bolsas de NY fecham em alta, com foco em diálogo comercial EUA-China

COMPARTILHE
9
Advertisement
Advertisement

As bolsas de Nova York tiveram sessão positiva nesta sexta-feira, com investidores atentos às novidades nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China. Na semana, contudo, os índices acionários tiveram desempenho negativo.

Governo brasileiro avalia positivamente acordo entre EUA e China

O governo brasileiro recebeu positivamente a notícia de que Estados Unidos e a China...

Bolsas de NY sobem com EUA-China; S&P 500 e Nasdaq têm recorde de fechamento

As bolsas de Nova York fecharam em alta em geral modesta nesta sexta-feira, 13,...

Juros curtos fecham com viés de queda com novo corte da Selic no radar

As taxas dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) encerraram a sessão regular nesta sexta-feira,...

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,39%, em 27.875,62 pontos, com queda de 0,46% na comparação semanal. O Nasdaq avançou 0,16%, a 8.519,88 pontos, com baixa de 0,25% na semana, enquanto o S&P 500 teve ganho de 0,22%, a 3.110,29 pontos, e recuo de 0,33% na semana. O S&P 500 teve seu primeiro recuo semanal desde o início de outubro.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que a “fase 1” do acordo comercial com a China estaria “muito perto”, mas voltou a criticar o país por supostamente se aproveitar dos americanos. O presidente Xi Jinping, por sua vez, disse que a China quer um acordo, mas também ressalvou que pode haver retaliação caso a disputa bilateral se prolongue.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

No início da tarde, a informação de que a Comissão Federal de Comunicações (FCC, na sigla em inglês) dos EUA votou para designar as chinesas Huawei e ZTE riscos à segurança nacional provocou mínimas nas bolsas de Nova York, já que isso poderia ser negativo para as negociações. Pouco depois, porém, os índices voltaram a se recuperar e mantiveram o sinal positivo.

Entre os setores, o financeiro se destacou, com Goldman Sachs em alta de 0,94% e Citigroup, de 1,31%. Já o de energia registrou baixas, em dia de queda para o petróleo, com Chevron em queda de 0,12%, ConocoPhillips de 0,51% e ExxonMobil, de 0,43%. Entre outras ações importantes, Boeing se saiu bem, com alta de 1,34% e apoiando o índice o Dow Jones.

Gabriel Bueno da Costa
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Publicidade