Economia

Taxas futuras de juros sobem ecoando fala de Campos Neto sobre câmbio e inflação

COMPARTILHE
9
Advertisement
Advertisement

Mesmo com o dólar à vista novamente em baixa ante o real, os juros futuros seguem em alta moderada nesta quinta-feira, 21, com bom volume de negócios. Segundo um operador de renda fixa, o mercado se ajusta a declarações do presidente do BC, Roberto Campos Neto, de que pode mudar a condução da política monetária caso haja repasse para a inflação. O movimento de alta também se dá antes do leilão de LTN e NTN-F e em meio à alta dos juros dos Treasuries.

Caixa anuncia nova data para saque do FGTS

Em live no Facebook do presidente Jair Bolsonaro nesta quinta-feira, 12, o presidente da...

Bolsas de NY batem recorde de fechamento após notícias sobre acordo EUA-China

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta quinta-feira, 12, com S&P e...

Via Varejo: Investigação vê indícios de fraude com impactos de até R$ 1,4 bi

A investigação independente realizada por um comitê nos balanços da Via Varejo encontrou indícios...

Segundo ele, “é importante ver se este movimento de câmbio está fazendo com que a expectativa de inflação à frente esteja sendo elevada, porque isso acaba contaminando a curva de expectativa de inflação”. Campos Neto acrescentou que, caso isso esteja ocorrendo, o BC agirá por meio da política monetária, e não do câmbio.

Às 9h54 desta quinta, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021 estava em 4,700%, de 4,658% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 estava em 5,86%, de 5,80%, enquanto o vencimento para janeiro de 2027 marcava 6,75%, de 6,71% no ajuste de terça-feira (19).

Advertisement
Continua depois da publicidade

Luciana Xavier
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Advertisement
Publicidade