Nutrição e Boa Forma

Tecnologia pode influenciar no aumento de casos de miopia

COMPARTILHE
99
Advertisement
Advertisement

Até 2050, praticamente metade da população mundial será míope, com 5 bilhões de pessoas enfrentando o problema, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Já no Brasil, a incidência da doença deve quase dobrar em 30 anos, chegando a 50,7% em 2050, segundo estimativa divulgada pela Academia Americana de Oftalmologia no ano passado.

Continua depois da publicidade

Boa parte desse problema, principalmente entre os jovens, pode estar relacionado à conexão exacerbada aos aparelhos eletrônicos, principalmente os móveis, como smartphones e tablets.

Especialistas explicam que a mudança de comportamento dos pequenos está acelerando isso. Como eles estão cada vez convivendo menos com locais abertos, deixam de estimular a visão de longe, acarretando na ocorrência da miopia e aumento a gravidade.

Classe social

Continua depois da publicidade

Especialistas apontam que crianças de famílias com rendas superiores estão mais propícias ao problema, já que elas estão expostas às tecnologias com mais facilidade. Já as mais pobres, geralmente, têm menos acesso a telefones celulares e tablets.

Dicas

Seguir algumas recomendações ajudar a evitar complicações. A primeira dica é básica, mas poucos realmente se preocupam e executá-la. Portanto, procure piscar mais para lubrificar os olhos e evitar crises por secura. Ao utilizar computador ou smartphones por longos períodos, não esqueça de fazer intervalos.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Outra dica importante é regular a iluminação do ambiente. Com isso, reduza pela metade a quantidade de luzes acesas ao usar o computador. Além disso, diminua o brilho da tela.

Júnior Batista
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].